• SOS Unimed
  • Fagner
  • Trilha das emoções
  • Novo app Jornal O Dia
Sigefredo Pacheco-PI

Veja como consultar a aposentadoria por idade

Saiba como são as novas regras previdenciárias.

19/08/2019 11:53h - Atualizado em 19/08/2019 12:45h

A Previdência Social é o meio pelo qual o trabalhador tem a oportunidade de garantir o seu futuro na velhice, é para ela que contribuímos visando ser amparados neste momento de necessidade na vida.

As regras previdenciárias nem sempre são entendidas por todos, na verdade causam inúmeras dúvidas na população, principalmente aos que são mais carentes de informações, e principalmente informações certas e direcionadas as suas reais necessidades.

A partir do momento que o indivíduo inicia a sua vida de trabalho as regras previdenciárias passam a vigorar, independente da categoria em que se encontre o segurado, faz-se necessário que ele entenda todas as implicações de do regime de aposentadoria, assim permitindo a escolha do sistema mais favorável ao trabalhador.

Sabendo a necessidade, e a importância de informações sérias sobre aposentadoria na vida dos cidadãos, preparamos esse artigo visando sanar algumas dúvidas sobre a aposentadoria na modalidade Idade, e principalmente para instruir a forma pela qual você poderá consultar o processo de aposentadoria, seja através das agências do INSS, e principalmente através da internet, através do site “Meu INSS”.

Aposentadoria por idade

Essa modalidade é garantida devidamente ao cidadão que comprovar 180 contribuições para a previdência social, e também possuir a idade mínima de 65 anos caso o cidadão seja do sexo masculino, e 60 anos se for do sexo feminino.

As contribuições, que no caso são 180 é a chamada carência da aposentadoria por idade, fator necessário, pois requisito indispensável para a você poder obter aposentadoria é ter contribuído com a Previdência Social, seria como você estivesse depositando um dinheiro para o futuro.

Quando falamos de trabalhadores rurais existe a exceção, pois esses trabalhadores são segurados especiais, e a idade mínima para se aposentar é reduzida em 05 anos para estes trabalhadores, independentemente do sexo. Esses são conhecidos por trabalhar em regime de economia familiar, onde a sua produção é feita com o objetivo de alcançar o próprio sustento familiar, incluindo aqui os pescadores artesanais, o pequeno produtor, o extrativista os indígenas e outros mais.

Qual o valor da Aposentadoria por Idade?

Como já foi dito acima, é necessário contribuir com a Previdência Social para poder que possa futuramente ter concedido a sua aposentadoria, mas quanto será que você vai receber quando chegar a época?

O valor que será recebido corresponderá ao que equivale a 70% do salário-de-benefício, não podendo ultrapassar 100% deste mesmo salário, que serve como base para o cálculo.

O acréscimo de 25% fica garantido a quem necessita de auxílio permanente de terceiro, para que possa ter a manutenção diária da sua vida civil, a legislação diz que esse acréscimo deve ser apenas para aposentados por invalidez, porém jurisprudências vêm admitindo o acréscimo para outras demais categorias de aposentados, visando assim construir um padrão baseado no princípio da isonomia entre os indivíduos.

Aposentadoria Híbrida

Esta por sua vez, trata-se de uma inovação trazida por meio da Lei 11.718/08 que alterou o texto da Lei 8.2013/91, que possibilita que trabalhadores rurais poderão somar o tempo de trabalho rural, com o tempo de trabalho urbano, para cumprir o requisito de carência da modalidade Aposentadoria por Idade. 

Requerimento e Consulta de Aposentadoria 

Habitualmente é possível ver idosos se dirigindo até uma agência do INSS para fazer alguma requisição, consultar processos, ou até mesmo pedir informações sobre aposentadoria, ou qualquer outro tipo de benefício que se adquira através dessa autarquia.

Não é errado que isso aconteça, pois estas atribuições fazem parte do trabalho do INSS, porém, existe a possibilidade de encontrar filas, gerando um grande desconforto, ainda mais se tratando de idosos, que já não encontram mais tanta disposição para toda essa situação. 

Você também tem a opção de fazer suas consultas e agendamentos através da linha telefônica, no número 135, porém, uma ótima opção para realizar requerimentos e consultas é através da internet, embora alguns idosos tenham dificuldade em acreditar na internet, hoje ela é uma grande aliada para esses procedimentos.

MEU INSS 

O INSS possui um site exclusivo para tratar desses assuntos, e de todos os demais serviços que ele oferece, o: meu.inss.gov.br .

Você também pode encontrar o MEU INSS através de aplicativos de celulares, de fácil acesso e sempre em suas mãos. 

Ao acessar o site você terá que fazer um cadastro, assim você terá um login e uma senha, fazendo este cadastro terá a vantagem de acessar vários sérvios do INSS online, no conforto da sua casa.

Passos para solicitar o benefício:

Acesse o site: meu.inss.gov.br;

Faça o seu cadastro;

Fazendo o cadastro entre com o seu login e senha, e clique em “Agendamentos/Requerimentos”, e logo depois clique em “Novo Requerimento”;

No campo pesquisar busque pela palavra “aposentadoria”;

Assim feita a solicitação ela poderá ser concluída, aceita ou negada, com a mesma seriedade de estar em uma agência física;

Você terá a possibilidade de digitalizar seus documentos e enviar também pelo site, não é exigência, apenas uma possibilidade, caso você não envie os documentos, você será convocado pelo INSS a comparecer em uma agência, para levá-los, e dar continuidade aos procedimentos necessários para se obter a aposentadoria por idade.

Os documentos necessários serão descritos abaixo, e devem ser digitalizados nessa ordem, no caso de decidir enviá-los pelo site:

1. Procuração, ou então o termo de representação legal, cédula de identificação com foto e CPF do procurador ou representante;

2. Os documentos pessoais do interessado, com a exigência de foto;

3. Todos os documentos referentes às relações previdenciárias (exemplo: Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS), Certidão de Tempo de Contribuição (CTC), carnês, formulários de atividade especial, documentação rural, etc.); e

4. Demais documentos que o cidadão ache necessário adicionar (exemplo: simulação de tempo de contribuição, comprovantes de pagamento, dentre outros).

Depois que você fizer o seu requerimento, sempre poderá estar acessando o portal do “MEU INSS” para acompanhar o seu processo, ficar por dentro de tudo que está sendo desenvolvido, e as demandas que você terá que fazer.

Esperamos ter retirado suas dúvidas!

Fonte: www.saibaseusdireitos.org

Deixe seu comentário


Notícias Relacionadas