Pedro II

Pedro II se prepara para receber III Festival das Sementes do Piauí

A troca e comercialização de sementes nativas da agricultura familiar de base agroecológica.

06/07/2017 22:51h - Atualizado em 06/07/2017 22:58h

Compartilhar no

Um evento que pretende reunir mais de 600 agricultores de diferentes regiões do Piauí e com um mesmo propósito, com a troca e comercialização de sementes nativas da agricultura familiar de base agroecológica. Será o III Festival das Sementes da Fartura do Piauí que pela segunda vez será realizado na primeira maravilha do Piauí, Pedro II, cidade localizada a aproximadamente 200 km da capital Teresina. O evento tem a realização do Fórum Piauiense de Convivência com o Semiárido – FPCSA, coletivo que reúne 16 organizações do Piauí que trabalham ações de Convivência com o Semiárido. A organização do evento tem a frente o GT de Agroecologia.

A cidade de Pedro II que tem recebido nos últimos anos grandes eventos na área cultural, do empreendedorismo e agora se preparara para receber um dos maiores eventos da agricultura familiar, que é o Festival das Sementes da Fartura do Piauí. O evento é fruto do movimento das Sementes Nativas do Estado que tem apoio direto da Articulação do Semiárido Brasileiro – ASA Brasil. O festival traz em foco também o debate e criação da Rede de Sementes da Fartura do Piauí, além do fortalecimento quanto a participação das Organizações na Rede de Agroecologia.


Inicialmente o evento estava agendado para acontecer em Valença do Piauí que junto com Picos tem um grande trabalho na organização das famílias agricultoras através das casas de sementes.Mas como a data agendada para o festival, (28 de julho), coincidiu com outros grandes eventos no mesmo período na cidade e houve então a necessidade de se organizar o festival em outro território, ficando combinado o Território dos Cocais. “Pedro II é a capital das sementes da fartura pois tem um bom trabalho, além de uma boa articulação neste setor”, dizia João Evangelista, membro da GT Agroecologia.

A organização tem uma expectativa de que o III Festival das Sementes seja ainda maior do que a edição dos anteriores, isso porque o tempo tem acumulado experiências na mobilização e organização do evento. Uma outra boa novidade para o festival deste ano é quanto as exposições de algumas tecnologias apropriadas para o Semiárido a exemplo da máquina de debulhar feijão. Para João Evangelista, o Joãozinho da Cáritas Regional do Piauí, o festival vem também com o objetivo de dar visibilidade a segurança alimentar. “Este evento vai mobilizar a sociedade para que ela possa entender que as sementes nativas estão no campo prioritário para o Semiárido enfrentar as grandes estiagens”. Dizia Joãozinho. 


A comissão local responsável pelos preparativos na cidade tem se reunido uma vez por semana para ir ajustando os detalhes de acordo com a proximidade do evento. Na última reunião da equipe, Carlos Humberto Campos, coordenador do FPCSA esteve na reunião colaborando com os encaminhamentos. Entre os acordos firmados nesta reunião foram definidas a data limite para o envio das fichas de inscrição dos participantes e o plano de divulgação do evento no rádio e redes sociais.

Para José Maria Saraiva, coordenador técnico do Centro Regional de Assessoria e Capacitação – CERAC e integrante da comissão, o III Festival das Sementes da Fartura vai fortalecer ainda mais as ações em redes. “A idéia é de se oficializar neste evento a criação da Rede de Sementes do Piauí”, disse Zé Maria.






Fonte: www.matoesfm.com.br

Fotos: Neto Santos

Compartilhar no
Por: Eudes Martins

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário


Notícias Relacionadas