Pedro II

Parque Ecológico do Cânion do Rio Poti é tema de expedição em Pedro II

Por isso, é totalmente válida essa preocupação com o destino dos recursos naturais.

05/06/2017 18:21h - Atualizado em 05/06/2017 18:29h

Compartilhar no

O prefeito Alvimar Martins, pesquisadores, entidades ligadas ao Meio Ambiente e representantes do Poder Legislativo e Judiciário participaram de um encontro, na última sexta-feira (2), para apresentar o Projeto Pense Piauí, que visa fortalecer o trabalho de preservação do Parque Ecológico Cânion do Rio Poti e seus diversos afluentes.

Na reunião, foram discutidas as problemáticas ambientais e ecológicas ligadas à bacia hidrográfica, com ênfase nos mecanismos legais, nas políticas públicas e nas ações necessárias à implementação do projeto, que visam revitalizar, recuperar e reabilitar a região natural ao longo do Rio Poti e que já está pautada em projeto para a criação do Parque Ecológico Cânion do Rio Poti, abrangendo municípios no Ceará e no Piauí.

O Cânion é um acidente geográfico amplo que absorve os municípios de Pedro II, Juazeiro, Castelo, Buriti dos Montes, Crateús, Poranga, Milton Brandão, Sigefredo Pacheco, atravessando os estados do Piauí e Ceará. Além disso, a região compreende mais de 50 km de gravuras em artes de picoteamento.

O professor e paleontólogo, Juan Cisneros, frisa a importância do Parque Ecológico Cânion do Poti para a preservação dos registros arqueológicos e fósseis existentes na região. “No Cânion do Rio Poti há registro de fósseis que ainda não foram estudados. Esses fósseis são do período devoniano, ou seja, eles têm mais de 300 milhões de anos, e um dos interesses de nossa visita é documentar melhor esse registro e apoiar futuras pesquisas”, diz.

O prefeito Alvimar Martins afirma que a proposta de desenvolver uma nova Unidade de Conservação e Proteção Integral no Cânion do Poti, que engloba a cidade de Pedro II, é completamente abraçada pela administração municipal, principalmente pelo fato de o município ser um dos portais para o Cânion.

“A cidade de Pedro II é privilegia por sua paisagem belíssima e suas riquezas naturais. Por isso, é totalmente válida essa preocupação com o destino dos recursos naturais. Fazemos questão de dar total apoio a esse grupo e ajudando a pensar o Piauí e o desenvolvimento sustentável da nossa terra”, reforça Alvimar Martins.

O Projeto Pense Piauí trabalha as áreas da gestão, arqueologia e turismo e tem como objetivo unir técnicos qualificados e de atuação relevante da sociedade piauiense em prol do crescimento do Piauí. A rede reúne colaboradores dos campos político, jurídico, científico, ambiental, cultural, entre outras áreas do conhecimento.

Também participaram do encontro a vice-prefeita Elizabete Brandão; o desembargador federal Carlos Brandão; o conselheiro da OAB, Norberto Campelo; o secretário de Estado de Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Piauí, Ziza Carvalho; o pesquisador, ambientalista e antropólogo, Rubens Luna.





Fonte: SECOM

Compartilhar no
Por: Eudes Martins

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário


Notícias Relacionadas