• Novo app Jornal O Dia
  • TV O DIA att
  • TV O Dia - fullbanner
Pedro II

Conselho de Meio Ambiente de Pedro II traça metas para 2019

A primeira reunião do ano aconteceu, na noite desta quinta-feira (10), na sede da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Recursos Hídricos

11/01/2019 20:55h - Atualizado em 11/01/2019 20:58h

Aconteceu, na noite dessa quinta-feira (10), na sede da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (SEMAPE), a primeira reunião do Conselho Municipal de Meio Ambiente e Recursos Hídricos de Pedro II em 2019. Na oportunidade, foi realizado um balanço das ações executadas em 2018 e apresentadas aos conselheiros presentes as atividades que devem acontecer em 2019.

O secretário Municipal de Meio Ambiente, que também preside o Conselho, João Batista Martins Júnior, lembrou as discussões sobre a retirada do Lixão da Aroeira e construção de um aterro sanitário controlado. Ele explica que o projeto do aterro, orçado em R$ 1,1 milhão está pronto, aguardando a liberação do Sistema de Gestão de Convênios do Governo Federal (SICONV) para iniciar a construção. O órgão técnico responsável pela gestão do projeto é a FUNASA (Fundação Nacional de Saúde). "Estamos com a sensação de dever cumprido, pois fizemos esse projeto com muito empenho e determinação, discutindo a questão com a sociedade pedrossegundense. Esperamos que a burocracia para início da construção do aterro possa ser superada o mais rápido possível, para que Pedro II seja beneficiada com esta obra tão importante para o meio ambiente", diz.

João Batista Martins Júnior também comenta o projeto para a revitalização do Parque Municipal Pirapora. Para a realização da obra, orçada em cerca de R$ 492 mil, a gestão municipal busca parcerias e financiamento junto à órgãos do Governo Estadual e Federal que atuam junto à proteção ambiental. "O prefeito Alvimar Martins busca os recursos junto ao Ministério do Meio Ambiente, Secretaria Estadual de Meio Ambientes e Codevasf. Essa obra é de extrema importância pois vai funcionar como mais um local de visitação da população local e dos turistas, e vai nos permitir executar, com maior ênfase, ações de preservação dos mananciais que existem ali, como o Rio Corrente, que passa dentro da cidade", explica.





Foto: João Paulo Mourão

Fonte: SEMCOM

Por: Eudes Martins

Deixe seu comentário


Notícias Relacionadas