• Piauí Férias de Norte a Sul
  • SOS Unimed
  • Ecotur 2019
  • Novo app Jornal O Dia
Oeiras

‘Cegonha Oeirense’ qualifica profissionais de saúde

‘Cegonha Oeirense’ qualifica profissionais de saúde sobre pré-natal, parto e pós-parto

01/07/2019 10:30h - Atualizado em 01/07/2019 10:35h

A Prefeitura de Oeiras, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), realizou nesta terça e quarta-feira, 25 e 26 de junho, o processo de qualificação dos profissionais de saúde envolvidos na implementação do projeto ‘Cegonha Oeirense – Valorizamos a qualidade da Atenção’, que tem o propósito de reduzir a morbidade e mortalidade materna e infantil no município.

A qualificação ocorreu através de oficinas, conduzidas pelo médico ginecologista e obstetra, Jeferson Nunes, e pela enfermeira obstetra, Tatiana Guimarães, e contaram com a participação de médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e agentes comunitários de saúde, que atuam nas zonas urbana e rural de Oeiras.

Alexsandra Fontes, coordenadora municipal de Saúde da Mulher, explica que a iniciativa vai proporcionar às mulheres mais saúde, qualidade de vida e bem estar durante a gestação, parto e pós-parto e contribuir para o desenvolvimento da criança até os dois primeiros anos de vida. “O objetivo desse momento é dar ênfase à qualidade da atenção ao pré-natal e pós-parto, que é o que fazemos na Atenção Básica. Nossa intenção é que a Cegonha Oeirense encontre em Oeiras uma rede qualificada, com fluxos bem direcionados, com pontos de atenção bem delimitados, para que a gestante tenha todos os seus direitos respeitados e que elas possam ser assistidas na sua totalidade. Assim, podemos garantir um pré-natal com qualidade e um pós-parto mais tranquilo para elas e para os recém-nascidos”, argumenta a coordenadora.

Ela comenta que as oficinas foram desenvolvidas com base em casos reais, que serviram de suporte para autorreflexão e estímulo às mudanças no processo de trabalho dos profissionais envolvidos. “Discutimos casos reais de morte materna que aconteceram no município de Oeiras, para que possamos refletir e para que outros casos não aconteçam no futuro. Com isso, promovemos a autorreflexão dos profissionais, ampliamos nosso conhecimento e melhoramos a qualidade da assistência”, acrescenta Alexsandra Fontes, informando que as oficinas também contaram com a participação de três oeirenses acadêmicos do curso de Medicina.

Na capacitação também foi abordada a implantação do Plano Regional da Rede Cegonha, que será aplicado em todo o Território Vale do Canindé. A Semusa também está preparando o Plano Municipal da Rede Cegonha, com estratégias que serão aplicadas no município de Oeiras. “A ideia é trabalhar para fortalecer a qualidade da atenção, fortalecer o cuidado à gestante e a criança até 02 anos de idade no nosso município, fortalecer o olhar para a saúde da mulher”, finaliza a coordenadora.

O programa Rede Cegonha é uma política do Ministério da Saúde que tem a finalidade de estruturar e organizar a atenção à saúde materno-infantil no país e está sendo implantada, gradativamente, em todo o território nacional.


Deixe seu comentário