Madeiro

Acusado de matar prefeito de Madeiro confessa crime e diz que sofria perseguição

O acusado, identificado como Felipe Seixas, é sobrinho e afilhado do prefeito assassinato

03/12/2021 11:49h - Atualizado em 03/12/2021 13:30h

Compartilhar no

O homem acusado de assassinar José Ribamar Araújo Filho, prefeito de Madeiro do Piauí, foi preso na manhã desta sexta-feira (03), por volta das 10h30, em Teresina. Felipe Seixas, sobrinho e afilhado do prefeito Zé Filho, confessou ser o autor do crime e afirmou ainda que sofria perseguições por parte do prefeito.

De acordo com Bruno Ursulino, delegado responsável pelo caso, a equipe passou duas semanas no município de Madeiro, a fim de reunir todas as informações pertinentes ao caso. "Nós fomos procurados pela defesa do acusado e negociamos os termos da entrega, visto que a defesa entendeu que seria melhor fazer com a menor quantidade de transtornos possíveis. hoje pela manhã fomos buscá-lo e fizemos a condução dele até o DHPP”, explica o delegado.

Felipe Seixas (Foto: Divulgação)

Na manhã desta sexta, Felipe prestou o interrogatório e contou que vinha sendo perseguido pelo prefeito Zé Filho desde que seu pai foi afastado da gestão do setor de transportes da cidade. Além disso, o acusado alegou também que o prefeito havia o acusado de ter um relacionamento extraconjugal com a sua madrasta. 

O delegado destaca que esses motivos teriam alimentando ainda mais o ódio que Felipe nutria pelo prefeito. “Felipe afirmou que durante o jogo de futebol, quando viu o prefeito saindo, não conseguiu se conter. Ele estava armado e então cometeu o homicídio. No entanto, não acreditamos que isso tenha sido por acaso, acreditamos que já era algo planejado”, destaca.

Bruno Ursulino pontua ainda que já havia um mandado de prisão contra o acusado, que agora está à disposição da justiça. A investigação, no entanto, continua. “Nossa investigação continua para que possamos juntar todas as informações com maior riqueza de detalhes”, finaliza.


Leia também: Prefeito de Madeiro é assassinado a tiros; DHPP investiga sobrinho

Madeiro: morte do prefeito Zé Filho teria sido motivada pela demissão de um parente

“Parem de comentários maldosos”, diz vice ao assumir prefeitura de Madeiro



Acusado desferiu três disparos contra a vítima, o prefeito Zé Filho (Foto acima). (Foto: Reprodução)



Entenda o caso

O prefeito de Madeiro do Piauí, José Ribamar Araújo Filho, mais conhecido como Zé Filho, foi assassinado no dia 28 de novembro, após ser atingido por três disparos enquanto assistia a uma partida de futebol na cidade. De acordo com investigações preliminares da Polícia Militar, o principal suspeito do crime é Felipe Seixas, um primo do prefeito. O investigado é sobrinho do ex-prefeito da cidade, Zé Neto, que apoiou Zé Filho na eleição do ano passado, os dois porém teriam tido um rompimento político.

De acordo com a PMPI, o prefeito acompanhava uma partida de futebol da “Taça Prefeito Zé Filho”, entre Atlético Madeirense X Força Juventude Entremorros, quando por volta de 17h30 foi surpreendido pelo assassino que disparou três vezes no gestor, os tiros atingiram a cabeça, o peito e o ombro de Zé Filho. O gestor ainda foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Médico de Urgência (SAMU), porém faleceu pouco tempo depois de dar entrada no setor de urgência do Hospital Gerson Castelo Branco.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Edição: Ithyara Borges

Deixe seu comentário