Esperantina

Chico Museu um apaixonado por cultura

O esperantinense que dedica sua vida a cultura na cidade

06/06/2013 14:48h - Atualizado em 06/06/2013 14:53h

Compartilhar no

Francisco das Chagas Oliveira, hoje conhecido como Chico Museu, nasceu na localidade Chapada São Miguel em 1975 filho dos lavradores Jorge Ferreira de Oliveira (in memorian) e Maria Lina de Oliveira, sendo o primogênito de 8 irmãos, teve uma infância humilde, aos 12 anos teve uma passagem breve por Esperantina para estudar, passando apenas um ano, e voltou novamente para zona rural para trabalhar. No ano de 1992 vem para Esperantina a família completa, onde passaram a residir no bairro Cohebe.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Em janeiro de 1995 viajou para trabalhar em Brasília-DF, em 1998 contraiu matrimônio também em Brasília com a esperantinense Márcia Maria, do casamento nasceu Daniela em 2013. Em 2007 voltou para Esperantina onde construiu sua casa própria no bairro Cohebe.

Desde a infância sempre cultivou uma paixão por cultura, quando sua mãe descartava alguma coisa para o lixo o mesmo tinha o cuidado de guardar, após ter a iniciativa de colecionar cartões telefônicos, atentou-se em criar um Museu, em Brasília visitava muitas feiras de antiguidade foi onde conheceu o Centro Gilberto Salomão, daí surgiu a idéia de guardar antiguidades sempre pensando em sua terra natal Esperantina, onde o mesmo ainda hoje luta para criar o “Museu de Esperantina”.

No ano de 1999 Chico Museu resolve investir financeiramente na idéia, e o mesmo lembra que foi é muito difícil, as primeiras peças adquiridas foi em Brasília, para transportar para Esperantina investiu uma grande quantidade de suas economias. A principio abriu sua residência para visitas de suas peças, mas assim que as pessoas sabiam, começaram as doações o que inviabilizou a permanência em sua residência.

Poucas pessoas sabem a verdadeira história de Chico Museu, um apaixonado que vive pela cultura, em 2007 quando retornou a Esperantina fez uma campanha entre amigos e familiares tanto na zona urbana como zona rural de bicicleta arrecadando peças para o tão sonhado museu, o rádio e a internet também foi de grande ajuda para a divulgação da idéia.

“Amigos e familiares achavam que eu tinha voltado louco de Brasília, quando eu as abordava e pedia algumas peças para o museu”. Diz Chico.

Em reconhecimento pelo o seu empenho e trabalho voltado para a Cultura, em 2009 o então gestor da Prefeitura de Esperantina Chico Antônio o chamou para trabalhar na Secretaria de Cultura e atualmente continua na atual gestão do Prefeito Lourival Bezerra.

Hoje Chico Museu é considerado uma referência na cidade quando se trata de cultura, o que ainda falta é o incentivo privado e público para a implantação do “Museu de Esperantina”.

Para divulgar melhor o seu trabalho em 2009 criou sua página na internet www.chicomuseu.com, onde retrata o dia a dia da cultura da cidade.
chico museu

Compartilhar no
Por: João Firmino

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário


Notícias Relacionadas