• Piauí Férias de Norte a Sul
  • SOS Unimed
  • Ecotur 2019
  • Novo app Jornal O Dia
Corrente

CREAS recebeu 25 denúncias de violação de direitos de idosos este mês

CREAS de Corrente recebe 25 denúncias de violação de direitos de idosos em setembro

30/09/2015 08:25h

A Operação Serendipta ,realizada em março pelo Ministério Público, denunciou um esquema milionário de fraudes em empréstimos consignados na comarca de Corrente. Após a prisão dos advogados e coiotes envolvidos, inúmeros casos de denúncias, feitas por familiares de idosos, foram registradas pela polícia civil e investigadas pelo Ministério Público.
Seis meses após a operação, novas denúncias vieram à tona, desta vez envolvendo os próprios familiares dos idosos. É o que conta a advogada, Jessica Lima, e a assistente social, Giselle Sales Santos, do Centro de Referência em Assistência Social (CREAS).

Segundo a advogada, o perfil dos idosos que têm os seus direitos violados é de teimosia, ingenuidade e submissão, onde, em troca de morar junto, morar próximo ou receber a visita constante, cedem aos caprichos dos familiares. “São pessoas analfabetas, carentes e submissas, que em troca de favores chegam a passar fome, moram em locais miseráveis e às vezes sofrem agressões físicas ou psicológicas, sendo tratados com desprezo, descaso e violência e mesmo assim insistem em sustentar a família”, relata.
Os casos em que os direitos dos idosos são violados devem ser denunciados junto à Delegacia, ao Ministério Público ou no CREAS. “Absolutamente todas as denúncias que nos chegam são investigadas, inclusive com visitas in loco, lembrando que a identidade do denunciante sempre será resguardada”. Sendo comprovada a violação do direito do idoso, nós encaminhamos ao Ministério Público para que as devidas providências sejam tomadas’.

O Centro de Referência Especializado em Assistência Social, o CREAS, é uma unidade pública municipal que faz parte da rede de Assistência Social, que oferta serviços às famílias e indivíduos em situação de risco pessoal e social, com vínculos familiares rompidos ou fragilizados. Está localizado na Rua Desembargador Amaral, próximo à Clínica Vida e Saúde, com atendimento diário entre 8h e 13h. O telefone de contato é o 3573-1823.

Denúncias também podem ser feitas diretamente no Disque 100, de qualquer telefone fixo ou celular. Todas as denúncias feitas através do Disque 100 são encaminhadas para investigação.
TODAS AS DENÚNCIAS TÊM GARANTIA DE SIGILO ABSOLUTO.

Fonte: Ascom

Deixe seu comentário


Notícias Relacionadas