Colônia do Gurguéia

Gurguéia, uma região que assiste seu rio morrer.

A maior riqueza da Região Gurguéia, o Rio Gurguéia está precisando de ajuda.

14/10/2013 08:04h

Compartilhar no

Assim como a história bíblica do bom samaritano, onde aquele homem que descia de Jerusalém para Jericó e caiu em mãos de salteadores que os deixaram quase morto e precisava de ajuda, o Rio Gurguéia também está quase morto precisando urgentemente de socorro. A história bíblica diz que por aquele mesmo caminho onde o homem estava desceu um sacerdote e vendo-o precisando de ajuda, passou de largo para não o ajudar, depois passou também um levita e vendo-o passou de longe para não ajudar. Essa história se parece demais com o que está acontecendo com o Rio Gurguéia.

Nesse último final de semana passei na ponte que interliga Manoel Emídio, Colônia do Gurguéi e Eliseu Martins-PI, parei um pouco e fui tomado por um sentimento de tristeza ao ver o nosso rio morrendo daquele jeito. Refleti sobre aquela realidade, sobre as causas que deixaram o rio naquela situação. Momentaneamente me veio à mente a história do bom samaritano, eu pensei em quantas e quantas autoridades politicas já passaram por ali e viram o rio pedindo socorro, mas não o ajudaram, quantas pessoas já fizeram vista grossa para essa realidade, enquanto isso o Rio Gurguéia se encontra a beira da morte esperando que o bom samaritano venha lhe socorrer. Se as autoridades politicas da Região Gurguéia não unirem as suas forças para pleitear ajuda federal para socorrer o Rio Gurguéia que ainda existe, em poucos dias vamos está conjugando o verbo existir em se tratando do rio, no passado. Vamos dizer para a posteridade: “ Nessa região existiu um rio chamado Gurguéia”.

 

Compartilhar no
Por: Adelmir Andrade

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário


Notícias Relacionadas