• Campanha Mobieduca
  • Teresina shopping
  • HEMOPI - Junho vermelho
  • ITNET
  • Novo app Jornal O Dia
  • TV O DIA att
Castelo do Piauí

Falta de soro antiofídico teria provocado morte em Castelo

Trabalhador rural foi picado por cobra e levado pela família ao Hospital Nilo Lima. Sem soro no local, ele precisou ser transferido para Teresina, mas veio a óbito.

05/06/2019 08:08h - Atualizado em 05/06/2019 08:24h

A falta de soro antiofídico na cidade de Castelo do Piauí é apontada como a possível causa da morte do senhor Elias Vieira da Cruz , de 69 anos, morador da zona rural do município. Ele morreu na madrugada de quinta-feira (25 de Abril), no Hospital Natan Portela, em Teresina, onde deu entrada depois de ser transferido do Hospital Nilo Lima após sofrer uma picada de cobra no Povoado Jatobá. Os familiares da vítima contaram a equipe do Portal O Dia que a falta de soro no atendimento ao morador e a demora na transferência até a capital teriam sido as principais causas do falecimento.

O que deixa este caso lamentável ainda mais estarrecedor é a família relatar que o trabalhador rural precisou esperar por várias horas até ser transferido para Teresina, onde supostamente receberia o soro antiofídico.

Durante a conversa, o filho de seu Elias disse que é importante alertar as autoridades para que outras pessoas não venham a morrer pelo mesmo motivo. Naquela região, apenas hospitais de referência, como é o caso do Nilo Lima, são intitulados a possuírem esse tipo de soro.

A escassez do medicamento na região chama atenção principalmente pelo fato de Castelo ser uma cidade com forte potencial no ecoturismo, que é o segmento da atividade turística que utiliza, de forma sustentável, o patrimônio natural. Exemplo desse potencial é o Canyon do Rio Poti - um grande monumento com rochas no Rio Poti, que eleva a beleza natural com grandes paredões e o rio, possuindo vários escritos milenares em várias rochas; e hoje dá nome a um dos principais festivais do estado: o Canyon Fest Poti. O evento que antes tinha o nome de Cachaça Fest envolve turismo, música e a cultura local.

O OUTRO LADO

A redação tentou contato com a direção do Hospital Nilo Lima para saber mais detalhes da falta do soro antiofídico na instituição. Infelizmente o diretor e vice-prefeito, Daniel Machado, não foi localizado.

Edição: Jailson Lima

Deixe seu comentário