• Salve Maria
  • Jovens escritores 2019
  • Banner paraíba
  • AZ no rádio
  • cachoeir piaui
  • Novo app Jornal O Dia
  • TV O DIA att
  • TV O Dia - fullbanner

Notícias Altos

01 de março de 2017

‘Jacaré Altoense’ e ‘Altos na Tribo e no Corso’ vencem o IV Corso

‘Jacaré Altoense’ e ‘Altos na Tribo e no Corso’ vencem o IV Corso da Alegria

O IV Corso da Alegria abriu as festas de momo da cidade de Altos, a 40 km de Teresina. A festa teve início na Avenida 12 de Outubro no final da tarde deste sábado (25). Os vencedores do desfile foram os caminhões ‘Jacaré Altoense’, da decoradora Iza Raulino, e ‘Altos na Tribo e no Corso’, da empresária Mairla Araújo. Eles empataram com a nota 9.5, segundo a organização do evento.

Vencedor em todas as edições do corso, neste ano o grupo da decoradora Iza Raulino homenageou o time da Associação Atlética de Altos, que tem o Jacaré como mascote. O carro levou para a rua uma fantasia gigante de Jacaré. E os participantes, animados por uma banda que tocava ao vivo o hino do Altos, interagiram com o público distribuindo bolas de futebol.

Enfeitado com talos de palmeira e palha piaçava, o caminhão da empresária Mairla Araújo virou uma tribo nas ruas da cidade. Com corpos pintados, lanças e cocares de pena, os participantes homenagearam a cultura indígena no corso de Altos.

Os vencedores do desfile de carros decorados ganharam R$ 1 mil de premiação. O carnaval de Altos segue até terça-feira (28), quando ocorrerá o tradicional desfile dos blocos. Na noite de sábado as bandas Versáteis e Badalaxé da Bahia fizeram a festa para milhares de foliões lotaram o Calçadão da Praça Cônego Honório. O evento tem a organização da Prefeitura de Altos, através da Coordenação de Cultura.

27 de fevereiro de 2017

“Gestão pública precisa ter planejamento, metas e parcerias”, diz Warton

Em entrevista ao ODIA, o secretário de administração e finanças de Altos falou sobre os segredos de gerir na crise

Em um momento difícil para o país e para os mais de 5 mil municípios brasileiros, um município piauiense tem se destacado por ir contrário ao momento de dificuldade e avançar em todos os setores. ODIA este no município Altos (40 km de Teresina) conversando com o secretário de Administração e Finaças, Warton Lacerda, e ele explicou o segredo para o equilíbrio financeiro que hoje permite que o município continue avançando e se desenvolvendo. Warton também anunciou em primeira mão o desejo de concorrer a uma vaga na Assembleia Legislativa nas eleições de 2018. Confira na íntegra:

O senhor está à frente das pastas da administração e das finanças desde o início da primeira gestão da prefeita Patrícia Leal, como tem sido o desafio de administrar em meio a crise?

Fazer gestão pública com poucos recursos não tem sido uma tarefa fácil, sabemos que as necessidades são maiores que os recursos, especialmente nos últimos dois anos onde os recursos tem diminuído bastante. Eu acho que a gestão tem que ter o pé o chão e não procurar inventar neste momento de dificuldades financeiras... É preciso priorizar o funcionário público, pagar em dia, fazer planejamento, estabelecer metas e trabalhar de acordo com aquilo que é prioridade em uma gestão pública. Além do funcionalismo existe outras coisas que uma gestão precisa manter necessitando de recursos, daí surge a necessidade de buscar parcerias. O fato de que os recursos tem tido uma queda drástica, não significa dizer que as obras e outras ações precisem parar... É preciso buscar apoio e para isso se tem “N” opções, seja com Governo Federal ou Governo Estadual e isso fizemos de maneira muito forte no primeiro mandato.

Através deste planejamento e da busca destas parcerias, o que foi possível fazer em benefício do município?

Conseguimos asfaltar mais de 50 ruas, reformamos o hospital que há 20 anos não via uma reforma, conseguimos construir 7 Unidades Básicas de Saúde, conseguimos a construção de 750 casas pelo programa “Minha Casa Minha Vida”, conseguimos 02 creches “Tipo B”, conseguimos perfurar mais de 50 poços e fazer a distribuição de água através deles, recuperamos mais de 350 quilômetros de estradas na zona rural com as máquinas do PAC, construímos galerias, trocamos semáforos, fizemos a pavimentação (calçamento) em inúmeras ruas... Fizemos muitas coisas através de parcerias com os governos Estadual e Federal.

Qual seria então o segredo para se ter planejamento e organização e assim conseguir tantos benefícios?

Eu posso destacar a força de vontade, o interesse em ir atrás e buscar mais... Sempre com determinação e foco naquilo que se quer fazer. Fui administrador de empresas por mais de 20 anos, gerenciei multinacionais e por isso tenho uma base boa para a questão de planejar e organizar. O que temos feito é trabalhar sempre com metas e sempre buscando o equilíbrio da receita, sabendo que não se pode gastar mais do que aquilo que é arrecadado. Este conhecimento que adquiri na minha vida profissional eu tenho aplicado aqui, e tem dado certo, estamos garantindo os resultados que a população espera.

Quais são as dificuldades para desenvolver esse trabalho e conseguir os resultados citados?

Como disse não é fácil, lidar com a coisa pública as vezes é cansativo e estressante, especialmente porque nem tudo sai na velocidade que desejamos e precisamos... Um exemplo disso é o Terminal Rodoviário de Altos, fizemos um projeto ainda no ano de 2013 e de lá pra cá temos lutado com isso, licitamos e a ordem de serviço só foi dada há 15 dias atrás... Mas está ai, é mais uma grande obra que será realizada dentro da cidade graças a gestão da prefeita Patrícia Leal.

Altos é uma cidade que tem crescido bastante nos últimos anos. Quais os desafios para os próximos 4 anos de gestão?

Realmente o município cresceu, a população ampliou e nós criamos uma lei de incentivo fiscal. Com esse projeto do “Minha Casa Minha Vida”, além das 750 casas, atraímos construtoras que vieram investir aqui e ao total foram feitas cerca de R$ 2.500 moradias. Então Altos cresceu, isso aqueceu o comércio e gerou muito mais emprego, Altos ficou acima (proporcionalmente) de cidades importantes como Teresina, Uruçuí, Bom Jesus e outras, o que oi até noticiado na grande mídia. Para os próximos 4 anos existe um planejamento e existem muitas parcerias já feitas... Já posso citar aqui R$ 5 milhões que serão investidos em obras de calçamento, a revitalização da Avenida Francisco Raulino, iluminação, revitalização da Avenida 12 de Outubro, revitalização da Praça da Matriz que foi reformada em 1992, tem mais unidades de saúde para serem construídas, mais creches, mais escolas, estradas na zona rural, mais de 12 poços para serem perfurados, asfalto... Tem muita coisa boa vindo aí, a tendência é que este seja um segundo mandato melhor que o primeiro.

Todo esse trabalho trouxe um resultado para a cidade e para a gestão. Após tantas conquistas, quais os desejos de vocês como gestores?

O desejo é continuar trabalhando pelo município, pela população. Tem muita coisa que nós precisamos fazer ainda e que a cidade precisa né... Vamos trabalhar para que todos os projetos que eu citei a pouco saiam do papel e sejam realizados, queremos buscar mais parcerias para que Altos se desenvolva mais e eu acho que muita coisa boa ainda está por vir.

Altos tem sido vitrine também através do Esporte. Temos visto o avanço da seleção da cidade que vem se destacando a nível nacional. Como tem sido o seu trabalho, como presidente do time?

Montamos o time em 2013 e de lá pra cá ele vem participando dos campeonatos esportivos. Foi campeão piauiense da 2ª divisão, vice-campeão piauiense da 1ª divisão, foi o melhor time em desempenho no Campeonato Brasileiro, na Série B e já estamos trabalhando a Copa Piauiense, a Copa Nordeste e a Copa do Brasil... O time é líder na Copa Piauiense, mudou de fase na Copa do Brasil, está bem colocado na Copa do Nordeste e alcançado várias conquistas... Isso também é fruto de um trabalho feito com planejamento, metas e organização, pois futebol hoje não é só entrar no campo e jogar bola, é preciso um trabalho por trás que fazemos como administrador, dá trabalho, mas está dando certo e estamos felizes por levar o nome do Piauí mais longe!

Que recado o senhor deixa para a população de Altos?

Não só Altos, mas todo o Estado podem contar com a gente. Estamos fazendo um trabalho novo e queremos fazer muito mais... Quero dizer a todos (as), que estamos almejando dar um passo a mais e estamos trabalhando a possibilidade de lançar uma candidatura na esfera estadual que represente bem o nosso Estado e que possa fazer diferente na Assembleia Legislativa. Eu vejo que podemos contribuir muito com o Piauí, tenho sentido que o grande gargalo da gestão pública são as burocracias que complicam e afetam diretamente a população, então queremos trabalhar com projetos de lei para conseguirmos a desburocratização de tudo que se refere à gestão pública. Tenho observado o exemplo de outros países, quando acontece algum fato atípico, queda de uma ponte, uma estrada ou algo do

 tipo... Em pouco tempo eles conseguem resolver, e por que não conseguimos isso no Piauí? Burocracia! Existe o decreto de emergência, mas até que este saia do papel... Quem sofre é o povo! Acredito que com mais vontade política, uma mente aberta se pode trabalhar isso e cobrar mais. Então é isso, queremos fazer parceria com os municípios e trocar experiências para os gestores consigam êxito na realização dos seus projetos com mais agilidade e buscar também projetos que incentivem a prática de Esportes e a geração de emprego e renda.

Com todos estes resultados e a pretensão de uma candidatura a nível estadual. Já tem uma sigla partidária apoiando e abraçando este projeto?

Olha eu sou ligado ao governador Wellington Dias, nosso deputado federal é o Assis Carvalho (PT) e eu estou filiado atualmente ao Partido Progressista (PP), mas eu tenho sido procurado por muitos partidos, vários mesmo. Praticamente todos os dias recebo convites... Mas ainda não defini por qual partido irei marchar nesta jornada e vou pensar nisso com carinho, vendo qual partido que represente e viabilize essa nossa candidatura. Já tenho rodado bastante, feito visitas não somente aqui na região de Altos, mas por todo o Estado e eu tenho sentido uma aceitação boa, uma receptividade boa por parte de muitas lideranças... Sei que ainda está um pouco distante o período eleitoral, mas estou procurando meu espaço e acredito que todos nós tenhamos esse direito. 

01 de fevereiro de 2017

Assinada ordem de serviço para construção do Terminal Rodoviário

A prefeita Patrícia Leal e o secretário de Administração Warton Lacerda realizaram a assinatura

A Prefeita de Altos, Patrícia Leal, e o secretário municipal de administração e finanças, Warton Lacerda, assinaram na tarde desta terça-feira (31) a ordem de serviço para início da construção do Terminal Rodoviário de Altos. A assinatura ocorreu na Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), em Teresina.

Orçada em R$ 1.100.971,06 -, a rodoviária será construída às margens da BR-343, na saída de Altos para Campo Maior. Os recursos foram adquiridos através de emenda parlamentar do Deputado Federal Assis Carvalho e do ex-senador João Vicente Claudino.

O empreendimento é uma demanda antiga da população. Para a prefeita de Altos, Patrícia Leal, a construção do terminal representa a realização de um sonho. “Há décadas que esperamos por este empreendimento tão importante para o desenvolvimento de Altos. Além da melhoria no aspecto estético da cidade, a construção trará oportunidades de emprego e renda, fundamentais para a economia do nosso município”, ressalta a gestora.

Warton Lacerda, secretário municipal de administração, também destacou o importante impacto social da Rodoviária de Altos. “As melhorias que serão implementadas são fundamentais para o município. Neste aspecto, destacamos o tráfego no centro da cidade, a ampliação da infraestrutura nas imediações do terminal e, por consequência, a valorização imobiliária na região”, observou o secretário.

No encontro para a assinatura do convênio, também estiveram presentes os engenheiros Marcos Fernando, da Codevasf, e José Ribeiro, da empresa que executará os serviços de construção do terminal rodoviário.

07 de novembro de 2016

Nova penitenciária em Altos terá 600 vagas

Nova penitenciária em Altos terá 600 vagas

O secretário de Justiça do Piauí, Daniel Oliveira, realizou, nesta quinta-feira (03), visita técnica às obras da Cadeia Pública de Altos, unidade que, depois de concluída, abrirá 600 novas vagas no sistema prisional do  Estado.

A Cadeia Pública de Altos está sendo construída ao lado da Colônia Agrícola Major César Oliveira, a cerca de 20 km de Teresina. A obra é fruto de parceria entre a Secretaria de Justiça do Piauí e o Departamento Penitenciário Nacional (Depen).

O secretário de Justiça, Daniel Oliveira, explica que a nova penitenciária será destinada a receber presos provisórios. De acordo com o gestor, há uma preocupação, por parte do Estado, em buscar soluções para o problema da superlotação.

“A Cadeia Pública de Altos será uma unidade mais segurança, mais moderna e mais humanizada. Cada um dos pavilhões, por exemplo, contará com salas de aula e espaços de ressocialização para os detentos”, pontua o secretário.

A obra teve início em julho deste ano. A fase de terraplanagem foi realizada e, agora, estão sendo construídos os módulos administrativos do novo estabelecimento penal, bem como os pilares que vão contornar o perímetro de segurança da unidade.

A visita técnica foi acompanhada pela equipe de Engenharia da Secretaria de Justiça, técnicos da Caixa Econômica Federal e pelo Ministério Público Federal. O investimento total na Cadeia Pública de Altos é de R$ 17 milhões.

03 de novembro de 2016

Estado realiza sonho de famílias do assentamento Espinheiros em Altos

Estado realiza sonho de famílias do assentamento Espinheiros em Altos

O Governo do Estado, por meio do Instituto de Terras do Piauí (Interpi), realizou, nessa segunda-feira (31), o sonho de famílias do Assentamento Espinheiros, zona rural da cidade de Altos. Isso porque o governador Wellington Dias, em ato solene, entregou 19 títulos definitivos de terra aos moradores.

Na oportunidade, o governador garantiu melhorar o fornecimento de energia elétrica na região. Os assentamentos Corte do Meio, Coité e Barrinha, localizados na região de Altos, serão os próximos a serem regularizados.

“Agora vocês poderão dizer que ‘essa terra é minha e da minha família’, sem medo de alguém tomar”, destacou Wellington às famílias beneficiadas.

Dias ressaltou ainda a importância da presença de representantes do Banco Mundial. “Vir aqui e ver de perto a realidade dessas famílias e, mais ainda, saber o destino dos investimentos que vocês farão, torna mais evidente a importância dos recursos para o desenvolvimento da agricultura familiar no Piauí”, pontua o governador.

Para Martin Raiser, diretor do Banco Mundial, a regularização fundiária irá refletir positivamente não apenas aos atuais moradores, mas também a futuras gerações. “Essa questão fundiária é um problema antigo no país, mas que nos últimos tempos tem ganhado força e se tornado realidade. Estamos muito felizes de fazer parte desse processo”, avalia o diretor.

Segundo Regina Lourdes, diretora-geral do Interpi, há mais de 20 anos as famílias buscam regularizar as moradias. “A equipe do Interpi, que vem acompanhando toda a luta dessas famílias, sonha junto com elas e ver o título definitivo em mãos é um sentimento de dever cumprido. Entregamos não só o título definitivo, mas também o Cadastro Ambiental Rural (CAR) e o encaminhamento para que cada título seja oficialmente registrado em cartório”, esclarece a diretora.

O Governo do Estado firmou parceria com o Banco Mundial, por meio do  “Projeto Piauí: Pilares do Crescimento e Inclusão Social”, lançado nessa segunda-feira (31). Os recursos, que chegam a US$ 320 milhões, são referentes a duas operações de crédito que apóiam as áreas da educação, saúde, meio ambiente, regularização fundiária, geração de emprego e renda no meio rural e gestão pública.

Famílias comemoram a entrega de títulos

Com a entrega de títulos definitivos, o assentamento Espinheiros, nessa segunda-feira, era só festa. Muita música, comidas típicas e visita de autoridades que fizeram parte da comemoração.

Francisca Evaristo, 28 anos, mãe de dois filhos, Lucas, 3 anos, e Luan, 5 anos, está muito feliz por  ter de fato uma propriedade em seu nome. “Sempre fui uma mulher independente. Crio meus filhos sozinha. Ser dona de um lar, é a realização de um grande sonho”, fala a dona de casa que pretende ter acesso a recursos em projetos agrícolas do governo.

31 de outubro de 2016

"Quero criar sucursais da APPM em outras cidades", afirma Patrícia Leal

"Quero criar sucursais da APPM em outras cidades", afirma Patrícia Leal

Com a primeira gestão bem avaliada e com uma votação expressiva em cima da oposição, Patrícia Leal (PT) foi reeleita no município de Altos (40 km de Teresina). Ela obteve 17.175 votos, o que representa 70,48% dos votos válidos. Patrícia concorreu com o ex-prefeito Dr. Fonseca que obteve apenas 7.194 votos, sendo 29,52%. Em entrevista ao ODIA, ela falou sobre gestão e sobre sua caminhada em busca da presidêcia da Associação Piauiense de Prefeitos, a APPM. Confira:

A que a senhora atribui essa grande quantidade de votos recebidos no pleito deste ano?

Eu atribuo ao trabalho, a determinação, a garra que nós tivemos frente a nossa gestão. Então eu acho que o povo reconheceu isso, o povo entendeu a nossa mensagem... Então eu sou muito grata ao povo de Altos por mais estes votos de confiança, e que não foram poucos, foram muitos. Então isso, com certeza me dá mais garra ainda, mais determinação para poder trabalhar este segundo mandato e fazer mais coisas por Altos.

Prefeita Patrícia Leal (PT) - Fotos: Geysa Silva

A senhora esperava essa quantidade expressiva de votos?

Olha, na verdade a minha preocupação era trabalhar, trazer obras, fazer obras, era dar o meu melhor. Como eu sou uma pessoa muito temente a Deus, então eu acreditei e confiei em Deus e aquilo que a gente faz de bom, recebemos em dobro. Então eu tive certeza absoluta que o povo ia reconhecer o meu trabalho.

Qual foi o grande diferencial da Patrícia Leal em relação aos outros gestores que já administraram Altos?

Olha, em relação aos outros gestores eu não posso falar muito. Mas em relação a nossa gestão, nós pegamos a prefeitura em uma situação muito ruim... Em um período de crise financeira que vive o país e as prefeituras enfrentando uma crise financeira. Então, foi preciso muita determinação, foi preciso muita boa vontade de realizar as coisas para que nós pudéssemos fazer tudo isso. Creio que esse foi o nosso diferencial, porque é muito fácil você administrar com muito dinheiro, com muito dinheiro qualquer um administra... Mas, dê pouco dinheiro e muitos problemas, é aí que você passa a conhecer um administrador.

Agora mais experiente na administração pública, quais são os desafios para estes próximos 4 anos?

Continuar o nosso trabalho com muito mais afinco, fizemos muito e muito ainda temos por fazer em Altos. Nossa cidade ainda é muito carente em calçamentos, então iremos investir maciçamente nisso, correr atrás, buscar alternativas. Queremos revitalizar algumas praças, em especial a praça da Matriz que é a principal da cidade, queremos revitalizar as vias principais da cidade, queremos mais asfalto, queremos mais reformas em escolas, mais unidades básicas de saúde. São muitas coisas que temos em mente, nossa tão sonhada rodoviária que já está bem adiantada... Então são coisas que eu desejo e confio que Deus vai me ajudar.

 A senhora colocou seu nome à disposição para concorrer à presidência da APPM. O que lhe motiva a buscar o comando daquela casa?

O que me motiva é o fato de eu ter sentido na pele a ausência da APPM na minha vida como prefeita, e eu tenho certeza que quase todos os prefeitos sentiram essa ausência. Essa coisa de a APPM estar muito distante dos prefeitos... Nós precisamos fazer com que aquela casa cumpra a função pela qual ela foi criada, que é exatamente prestar essa assistência, essa atenção e estar próxima aos prefeitos e prefeitas. No início da minha gestão, eu “marinheira de primeira viagem” chegava em Brasília parecendo que estava no meio de um tiroteio, com aquela agonia sem saber a quem procurar. Então nós queremos trabalhar a questão da APPM nisso, nesse amparo aos gestores.

A disputa para a eleição que acontece em janeiro já está acontecendo e como está sendo feita a sua campanha? Como está a aceitação do nome Patrícia Leal?

Eu acho que a aceitação está muito boa, está excelente. O que nos credencia? Nós tivemos uma boa gestão em Altos, temos a aprovação de quase 80% da população, tivemos uma votação de mais de 70% e o fato de eu estar aqui próximo, a apenas 30 minutos de Teresina. Então vou poder estar dando essa assistência à APPM quase que diária, sem deixar o meu município de lado, pelo contrário... Estando lá sempre e aqui também! Essa proximidade da cidade onde sou prefeita com Teresina, que é onde fica a sede da APPM é importantíssima. O que pensamos em criar são sucursais da APPM, no Extremo-Sul, em Picos, em Floriano e um escritório em Brasília que é justamente para dar essa atenção, esta assistência aos prefeitos e prefeitas... Assim, quando um gestor chegar lá não vai ficar sem saber onde ir, sem norte e perdendo muito tempo... Numa gestão pública não se pode perder tempo, pois já lidamos com as burocracias que são demoradas.

A senhora foi uma candidata mulher e vitoriosa com a sua reeleição, como avalia o resultado das outras mulheres na política?

Eu acho que está crescendo a cada dia a participação feminina na política, eu acho isso muito positivo... Porque a mulher, não desmerecendo os homens, temos homens brilhantes nas gestões... Mas a mulher, ela tem aquele toque feminino, aquele cuidado maior, aquela sensibilidade mais aguçada e aquela preocupação de mãe. Então eu acho que a mulher ela tem esses pontos positivos e nós temos grandes exemplos aí de gestoras que estão tendo sucesso nas suas administrações. Então eu acho que os Estados, os municípios que são geridos por mulheres estão ganhando muito com isso.

Para finalizar. Que mensagem a senhora deixa para a população de Altos?

A mensagem que eu deixo é de agradecimento mais uma vez por essa confiança depositada a mim. E quero também deixar a mais importante mensagem ao povo de Altos dizendo que podem confiar em mim, pois eu vou trabalhar muito mais. Essa confiança me dá mais força de vontade e mais gás pra trabalhar pela cidade. Onde eu chego as pessoas me cumprimentam, ficam felizes por estarem me vendo e eu fico feliz por estar dando um bom exemplo.

18 de outubro de 2016

Prefeitura abre inscrições para 339 moradias do Minha Casa, Minha Vida

Prefeitura de Altos abre inscrições para 339 moradias do Minha Casa, Minha Vida

Estão abertas as inscrições para a pré-seleção do Programa Minha Casa, Minha Vida, do Governo Federal, para 339 casas do Residencial Prefeito Cézar Leal, no bairro São Sebastião, em Altos.

As inscrições serão feitas de 18 de outubro a 18 de novembro de 2016, de segunda a sexta-feira, no auditório Alberto Barbosa, localizado na Praça Cônego Honório, ao lado da Igreja Matriz São José. Após análise dos documentos, serão entregues 50 senhas por dia, das 8h às 13h. Vale ressaltar que a ordem das senhas não influenciará na seleção dos candidatos.

As inscrições podem ser feitas por pessoas que tiverem renda bruta familiar mensal de até R$ 1.600,00; ter idade mínima de 18 anos; e estar de acordo com o pagamento mensal de parcela entre R$ 25 e R$ 80 para adquirir a propriedade.

Quem for proprietário de algum imóvel urbano ou rural ou já tiver sido contemplado com outro imóvel de programas habitacionais, sejam nacionais, estaduais ou municipais, não pode concorrer ao sorteio.

Os interessados devem apresentar, no ato da inscrição, os seguintes documentos: carteira de identidade ou outro documento com foto que tenha o número do RG; CPF; cópia da certidão de casamento (se for casado) ou averbação do divórcio (se for o caso); cópia da certidão de nascimento (se for solteiro); cópia da certidão de nascimento dos filhos (se tiver); comprovante de residência; comprovante de no mínimo três anos de residência em Altos (podendo ser conta de luz, água, telefonem, etc.); comprovante de renda de todos os membros da casa que exerçam atividade remunerada; título eleitoral e recebimento de benefício (se for o caso).

A pré-seleção tem como prioridade famílias que moram em área de risco, insalubres ou que não tenham moradia, famílias onde a mulher é a responsável pela casa, famílias com idosos ou portadores de deficiência física e famílias de baixa renda. Os candidatos serão enquadrados em grupo, levando em consideração a quantidade de critérios atribuídos. A data e horário da seleção e do sorteio, se necessário, ainda serão definidos e divulgados pela prefeitura.

“Com a conclusão do Residencial Cézar Leal, vamos chegar a cerca de 700 casas entregues pela nossa gestão em parceria com o Programa Minha Casa, Minha Vida. Esta política de habitação social é extremamente necessária. São as famílias mais carentes de Altos que ganham direito à moradia digna”, frisa a prefeita de Altos, Patrícia Leal.

11 de outubro de 2016

Altos comemora 94 anos nesta quarta (12); confira programação

Altos comemora 94 anos nesta quarta (12); confira programação

O município de Altos, situado na região metropolitana de Teresina, comemora 94 anos de emancipação política nesta quarta-feira (12). Para comemorar a data, a Prefeitura organizou uma programação com missa em ação de graças, festa para as crianças e shows musicais no calçadão da Praça Cônego Honório.

As atividades desta quarta-feira (12) na cidade começam logo cedo com o hasteamento das bandeiras na sede da Prefeitura, a missa em ação de graças na Igreja de São José e o corte do bolo na Praça da Igreja Matriz.

Também marca o aniversário de Altos a tradicional festa das crianças no Estádio Felipão. “O aniversário de Altos cai exatamente no Dia das Crianças e não poderíamos deixá-las de fora dessa festa. Como de costume, estamos organizando uma festa belíssima para as crianças altoenses e esperamos contar com a presença de todos”, destaca a prefeita de Altos, Patrícia Leal.

À noite, fechando a programação de aniversário, acontece a queima de fogos de artifício e shows musicais com as bandas Gatinha Manhosa e Romim Matta.

Confira a programação completa:

7h – Hasteamento das bandeiras na sede da Prefeitura

8h – Missa em ação de graças da Igreja Matriz

9h30 – Corte do bolo na Praça da Igreja Matriz

16h – Festa das Crianças no Estádio Felipão

21h – Show da Banda Gatinha Manhosa

23h – Show de fogos

23h30 – Show de Romim Matta

10 de outubro de 2016

Parceria garante entrega de próteses dentárias em Altos

Parceria garante entrega de próteses dentárias em Altos

A Prefeitura de Altos firmou parceria com o Laboratório Regional de Prótese Dentária (LRPD) para entrega de próteses dentárias a pacientes do município. Nas últimas semanas, 51 próteses totais ou parciais foram entregues, devolvendo funções de mastigação, fala, sorriso e uma melhor qualidade de vida para a população.

O serviço de entrega de próteses dentárias é oferecido no município através da política Nacional de Saúde Bucal - Brasil Sorridente. O município de Altos foi credenciado para um Laboratório Regional de Prótese Dentária, que está apto para realizar cerca de 40 procedimentos por mês. Atualmente, a cidade dispõe o serviço na sede da Secretaria Municipal de Saúde.

“A habilitação ao programa só foi possível graças ao esforço da gestão municipal, que têm buscado junto ao Ministério da Saúde ampliar as ações e melhorar o atendimento da população. Temos nos empenhado para trazer programas e desenvolver ações que promovam mais qualidade de vida às pessoas do nosso município”, destaca Mônica Furtado, gerente de Atenção Básica da Secretaria Municipal de Saúde.

A prefeita de Altos, Patrícia Leal, diz que as novas próteses garantem melhoria na qualidade de vida e resgata a dignidade das pessoas. “Um sorriso não tem preço. Além disso, algumas das pessoas beneficiadas por este programa já estavam há anos sem os dentes e se privando de alguns alimentos, mas agora poderão se alimentar melhor através de uma mastigação completa, além de recuperar sua autoestima”, conclui.

03 de outubro de 2016

Patrícia Leal se reelege com 70% dos votos

Candidata também elegeu 10 dos 13 vereadores

Com exatos 17.175 votos, a atual prefeita de Altos, Patrícia Leal (PT), garantiu sua reeleição à Prefeitura do município. A votação registrada por Patrícia representa quase 10 mil votos de maioria em relação ao candidato derrotado, José Fonseca, que somou 7.194 votos. Patrícia registrou 70,48% dos votos válidos contra 29,52% de José Fonseca.

A vitória esmagadora em cima de Fonseca representa a consolidação de Patrícia como a maior liderança política da região de Altos.

Além disso, a coligação encabeçada por Patrícia elegeu 10 dos 13 vereadores eleitos: Gerson Fernandes (PP); Kiko Fontenele (PP); Adaildo Pancadão (PP); Maxwell da Mariinha (PSS); Regina (PP); Juniel Pinheiro (DEM); Zé Ernandes (PT); Rumão Rocha (PT); Hamilton Pereira (PPS) e Doutora Maria Teresa (PV) formarão a base de apoio da prefeita.

Filha do ex-prefeito Cézar Leal - assassinado em 1996 no exercício do cargo - Patrícia Leal comemora a vitória, homenageia o pai e fala do plano de metas e ações para os próximos quatro anos de mandato, que irão priorizar a Saúde, Infraestrutura e Educação.

“Fizemos uma campanha linda, com propostas, conversando com as pessoas. Agradeço de coração a todos os 17.175 votos de confiança recebidos. Dedico, de forma especial, mais essa vitória ao meu pai, Cézar Leal, que sempre foi amado pelo povo de Altos. Nosso trabalho vai seguir da mesma forma: incansável, propositivo, com a participação do povo e sempre pensando na cidade como um todo. Agora é seguir com nosso planejamento, efetivar nossas propostas e buscar parcerias para fazer ainda mais por nossa cidade”, conclui Patrícia.

Em 2012, quando foi eleita pela primeira vez, Patrícia obteve 11.650 votos. Em 2016, ela ampliou em 5.525 os votos recebidos. Um crescimento de 33% em cima da própria votação inicial.