Os maiores atletas olímpicos de Pernambuco

Assim como muitos estados brasileiros, Pernambuco também tem grande contribuição na imersão e formação de atletas para as Olimpíadas.

24/03/2014 15:22h

Compartilhar no

Assim como muitos estados brasileiros, Pernambuco também tem grande contribuição na imersão e formação de atletas para as Olimpíadas.

O pontapé inicial dado por cada um deles em sua cidade natal, leva aos pódios muitas vezes lembranças de onde tudo começou.

Selecionamos os maiores atletas olímpicos de Pernambuco, cada um com sua particularidade de conquistas e superações.

A seleção está imperdível e também pode inspirar novos atletas em formação que sonham em representar o Brasil em futuras olimpíadas seguindo os passos de seus ídolos.

Confira a história desses atletas, bem como as conquistas e participações em olimpíadas que os tornaram referência em cada modalidade do esporte.

Joanna de Albuquerque Maranhão Bezerra de Melo

Data de Nascimento: 24/04/1987 Recife (PE)

Modalidade: Natação

Participações nos Jogos Olímpicos: Atenas 2004, Pequim 2008, Londres 2012.

Vida e carreira: Joanna de Albuquerque Maranhão Bezerra de Melo, mais conhecida como Joanna Maranhão, pernambucana que representou além de seu país, seu estado nas Olimpíadas. Nasceu em Recife e começou suas primeiras braçadas na natação com apenas três anos de idade no Club Português do Recife.

Jogos olímpicos:

Sua primeira participação em uma Olimpíada foi aos 17 anos, no ano de 2004 em Atenas.

Realizou os 400 metros medley e quebrou uma marca como a primeira brasileira a chegar a uma final olímpica de natação desde Londres 1948 com Piedade Coutinho. Mesmo ficando em quinto lugar na competição, foi um feito histórico e marcante na carreira da atleta pernambucana.

Na mesma olimpíada participou também dos 200 metros medley, e quebrou um recorde sul-americano e brasileiro, porém não conseguiu classificar-se para o final dessa prova.

Anos depois Joanna participou das olimpíadas de 2008 e 2012.

Em 2008 nas olimpíadas de Pequim quebrou mais um record o sul-americano nos 200 metros medley. Ficou em primeiro lugar de sua bateria, porém não garantiu vaga na final, ficou em 22º no geral.

Joanna não passou para as semifinais dos 200 metros medley e borboleta, parando também nos 400 metros medley.

Já em 2012 nas Olimpíadas de Londres Joanna não teve tanta sorte. Um incidente ocorrido no quarto na nadadora a deixou de fora da prova dos 400 metros medley. Após uma queda devido a um desmaio, ocasionando um corte do supercílio.

Nos 200 metros borboleta ficou na 26º posição, ficando de fora da semifinal, já nos 200 metros medley, Joanna foi eliminada nas eliminatórias.

As três participações de Joanna Maranhão nas Olimpíadas preencheram a lacuna do estado de Pernambuco que também tenta formar jovens para futuras olimpíadas.

No site oficial da atleta, você encontra os mais importantes registros de sua carreira.

Há vídeos e fotos excepcionais, além de poder conhecer um pouco mais de sua história. Confira!

Jaqueline Carvalho

Data de Nascimento: 31/12/1983 Recife (PE)

Modalidade: Vôlei

Participações nos Jogos Olímpicos: Pequim 2008, Londres 2012

Vida e carreira: Aos 11 anos Jaqueline moradora de Recife se dividia entre o basquete, vôlei e os estudos, porém justamente nessa época teve que decidir entre um dos esportes a fim de ter tempo hábil de conciliar com os estudos.

Começou sua carreira no Sport Clube de Recife e com 13 para 14 anos foi convidada para jogar no Osasco, onde conseqüentemente mudou-se para São Paulo.

Aos 16 anos foi convocada para a seleção juvenil, sendo eleita a melhor jogadora do campeonato mundial, onde conseqüentemente foi convocada para a seleção adulta.

A carreira de Jaque também foi marcada por uma lesão que a deixou por quase dois anos fora das quadras. Porém nem a lesão foi capaz de tirar a determinação da Pernambucana, que se recuperou e logo após jogou no Rexona/Ades no Rio de Janeiro, defendeu times da Itália e Espanha.

Jogos olímpicos: Sua estreia olímpica foi no ano de 2008 em Pequim, onde o Brasil foi campeão.

Em 2012 voltou aos jogos olímpicos, desta vez em Londres defendendo a seleção brasileira, e novamente levando o ouro para o Brasil.

No site oficial da musa do vôlei você confere na íntegra as fotos e agenda da campeã olímpica.

Yane Márcia Campos da Fonseca Marques

Data de Nascimento: 07/01/1984 Afogados da Ingazeira (PE)

Modalidade: Pentalho Moderno

Participações nos Jogos Olímpicos: Pequim 2008 / Londres 2012

Vida e carreira: Yane Marques como é conhecida, nasceu em Pernambuco, na cidade de Afogados de Ingazeira. Aos 11 anos já nadava no Clube Náutico Capibaribe em Recife. Sua primeira participação em campeonato nacional foi em Porto Alegre, onde foi campeã. Yane também participou do campeonato sul-americano em 2006 e no ano seguinte dos jogos Pan-Americanos onde faturou o ouro.

Jogos olímpicos: A estreia de Yane nas olimpíadas foi no ano de 2008 em Atenas. No placar geral ficou em 18º lugar em sua modalidade, o pentalho modermo.

Em 2012 voltou aos jogos olímpicos, desta vez em Londres e representou seu país e sua terra natal, Permambuco brilhantemente.
Em determinado momento das provas chegou a atingir o primeiro lugar na classificação geral, porém ao fim dos jogos ficou em terceiro lugar, conquistando para o Brasil a medalha de bronze.
Yane tem sido uma referência em sua modalidade, bem como para futuros atletas olímpicos.

Anderson Hermanes de Carvalho Andrade Lima

Data de Nascimento: 29/05/1985 Aliança (PE)

Modalidade: Futebol
Participações nos Jogos Olímpicos: Pequim 2008

Vida e carreira: Atleta do esporte de preferência nacional, Hermanes como é conhecido nasceu em Aliança no estado de Pernambuco.

Jogos olímpicos: Estreou nos jogos olímpicos em Pequim no ano de 2008. Deixou sua contribuição Pernambucana ao Brasil marcando o gol da vitória no jogo de estreia. Levou para casa junto com o time e medalha de bronze para o Brasil.

Danielle Rodrigues Lins

Data de Nascimento: 05/15/1985 Recife (PE)

Modalidade: Vôlei

Participações nos Jogos Olímpicos: Londres 2012.

Vida e carreira: Dani Lins nasceu em Recife e seus primeiras indícios de que seria uma campeã olímpica surgiram ainda colégio em que estudava.
O primeiro clube em que atuou foi o Sport Recife, clube esse que também já revelou vários talentos.
Anos depois foi convidada pelo time de Osasco para jogar, onde conquistou títulos como de vice-campeã mundial infantil e campeã no mundial juvenil.
Já em 2004, Dani foi diagnosticada com arritmia cardíaca e teve que abandonar as quadras temporariamente.
Porém em 2005 voltou a toda vapor e jogou no Pinheiros, sendo no ano seguinte contratada pelo Rexona-Ades, vencendo quatro super ligas entre 2006 e 2011.

Jogos olímpicos: Dani estreou nas olimpíadas de Londres, onde foi campeã junto à seleção brasileira e sua conterrânea Jaqueline.
Foi considerada a melhor levantadora daquela olimpíada, e também deixou sua marca Pernambucana.

Atletas permambucos tem brilhantemente contribuído ao Brasil com excelentes atletas que a cada dia descobrem um novo potencial e superam seus próprios limites e recordes.
São inúmeros exemplos válidos a ser seguido por atletas em formação que desejam também preencher uma lacuna na história de seu país.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Fonte: Esporte interativo

Deixe seu comentário


Notícias Relacionadas