Davi x Golias: Atlético desafia os números do "gigante" Real Madrid

Merengues levam a melhor em estrutura, valor do elenco, folha salarial e história,mas fase após título e empolgação da torcida são as vantagens dos colchoneros

20/05/2014 07:00h

Compartilhar no

O Atlético de Madrid está longe de ser um clube pequeno, mas, comparado ao gigante Real, fica menor. Embora ninguém duvide que os colchoneros possuam força o suficiente para ganhar o título da Liga dos Campeões no próximo sábado, principalmente depois da conquista do Campeonato Espanhol no fim de semana passado, é desleal a comparação entre os dois clubes. É como um duelo entre Davi e Golias, oprimido e opressor.

Os merengues batem o Atlético em tudo: conquistas, estrutura, tamanho da torcida e valor do elenco. Um time que busca sua décima Champions com outro que nunca venceu o torneio, e vive até hoje com o trauma da derrota na final de 1974, para o Bayern de Munique. Os colchoneros têm feito de tudo para mudar essa história e se desprenderem da imagem de "time sofredor" nos últimos anos. Desde que Simeone assumiu o comando técnico do elenco, em 2011, a vida passou a ser mais alegre para o torcedores do time. Já foram quatro taças levadas para o museu do Vicente Calderón: Liga Europa, Copa da Espanha, Copa do Rei e Campeonato Espanhol, conquistado no último sábado, ao superar o Barcelona, no Camp Nou.

Mosaico - CT Real Madrid e Atlético de Madrid (Foto: Arte / Globoesporte)


Comparação Atlético de Madrid Real (Foto: Arte Esporte)

Colocar sua bandeira na estátua de Netuno, gesto simbólico do capitão Gabi após conquistar a Liga, pode ser considerada como uma façanha e tanto para o Atlético. Esta geração interrompeu a supremacia e a alternância no topo ente Real e Barça para deixar sua marca, mesmo com valor de mercado atual estimado em aproximadamente 304 milhões de euros. Não é pouco, mas representa metade dos 615 milhões de euros em que se avalia hoje o clube merengue.

É quase o caso do primo rico com o primo pobre. No atual cenário, o menos afortunado vive crescimento, e tenta se equiparar ao maior para competir de igual para igual. Só que fica mais difícil quando o vizinho Real Madrid está entre os clubes mais ricos do mundo, capaz de fazer contratações como a de Garreth Bale, que custou 91 milhões de euros, e a manutenção de salários como o de Cristiano Ronaldo, que ganha cerca de 17 milhões de euros por ano. A diferença na comparação da folha salarial é brutal. Enquanto o Real gasta aproximadamente 220 milhões de euros por ano, o Atlético paga em torno de 72 milhões aos seus atletas. Diego Simeone mesmo, técnico dos rojiblancos, reconhece a distância entre os elencos.

Montagem Cristiano Ronaldo e Diego Costa, Real Madrid x Atlético de Madrid (Foto: AP e AFP)Cristiano Ronaldo é o astro do Real Madrid, enquanto Diego Costa é o principal jogador do Atlético (Foto: AP e AFP)


Eles têm os melhores jogadores individualmente. Mas isto não pode ser usado como motivação para o nosso time. Essa tem de vir de dentro. Cada um precisa estar empolgado por jogar aqui e não porque vai jogar contra o Real"
Simeone, treinador do Atlético

- Eles têm os melhores jogadores individualmente. Mas isto não pode ser usado como motivação para o nosso time. Essa tem de vir de dentro. Cada um precisa estar empolgado por jogar aqui e não porque vai jogar contra o Real Madrid.

Além de serem mais bem pagos, os jogadores merengues possuem à disposição um centro de treinamento que é o sonho de qualquer boleiro. Com 1.200 mil metros quadrados, a cidade esportiva do Real impressiona pela modernidade e tamanho: é equivalente a quase três Vaticanos. Entre hotel do time principal e instalações da base, estão 10 campos de futebol - as instalações do Atlético, um pouco mais humildes, possuem cinco. Quando se anda pelo centro de treinamento de Majadahonda é notável que a estrutura do clube, um pouco ultrapassada, não condiz com os resultados que o atual elenco tem conquistado dentro de campo.

torcida Real Madrid mosaico (Foto: Cassio Barco)Torcida do Real Madrid faz a festa no imponente Santiago Bernabéu (Foto: Cassio Barco)



Títulos Atlético de Madrid Real Madrid (Foto: Arte Esporte)

Como de costume, o 'primo rico' é mais popular também. É difícil mensurar o tamanho da torcida de um clube que transcende o seu país e hoje pode ser considerado um time do mundo. Mas é possível ter uma ideia olhando para as redes sociais, que hoje permitem que fãs de qualquer lugar se aproximem da equipe que admiram. O Real Madrid tem mais de 12 vezes mais seguidores que o Atlético em sua página oficial no Facebook: 61 milhões contra cinco. A principal conta dos merengues no Twitter tem mais de 11 milhões de fãs, enquanto os colchoneros possuem 785 mil.

Mas, se torcida joga, neste quesito, apesar de o Atlético ser menos famoso, dentro de campo, a história é diferente. Os colchoneros das arquibancadas têm sido fundamentais nas conquistas recentes do time, jogando junto, e com demonstrações de fanatismo impressionantes. Os 54 mil lugares do Calderon conseguem praticamente se equivaler aos 81 mil do Bernabéu, graças ao empenho de cada atleticano nos jogos do time em casa.

torcida Atlético de Madrid jogo Barcelona Liga dos Campeões (Foto: Cassio Barco)Mosaico da torcida do Atlético no Vicente Calderón nas quartas contra o Barcelona: torcida joga (Foto: Cassio Barco)

Camisa entra em campo em jogo assim também. As "toneladas" que a camisa merengue leva ao gramado não se comparam ao peso da história do adversário. Além dos nove títulos na Champions, os merengues têm 32 do Campeonato Espanhol e estão acostumados a serem o pesadelo do Atlético nos dérbis madrilenhos. Oficialmente, os clubes se enfrentaram 264 vezes, com 143 vitórias do Real, e 64 dos colchoneros. Outras 57 partidas terminaram empatadas, mas este não poderá ser o resultado final do duelo de sábado, talvez o mais importante da história do confronto. Algum lado sairá vencedor, no tempo regulamentar, na prorrogação, ou nos pênaltis. Seja com Davi ou Golias, o troféu terminará em boas, e merecidas, mãos.

Compartilhar no
Fonte: Globo Esporte

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário


Notícias Relacionadas