São Paulo tem nova chance de superar rival

Em 2017, equipe treinada por Rogério Ceni foi à rede 47 vezes, mas, dos 19 adversários que enfrentou, apenas o Palmeiras não foi vazado, nos 3 a 0 no Campeonato Paulista

27/05/2017 10:33h

Compartilhar no

Fazer gol no clássico deste sábado representará algo inédito para o São Paulo em 2017. Dos 19 times enfrentados neste ano, o Palmeiras é o único que não foi vazado pelos comandados de Rogério Ceni.

Na derrota por 3 a 0, na primeira fase do Campeonato Paulista, o Tricolor mal teve chance de marcar, mesmo no período de equilíbrio do jogo, em que Dudu abriu o placar com um golaço por cobertura nos acréscimos do primeiro tempo.

A média do ataque do São Paulo é de 1,8 gol por partida. Já foi melhor no início da temporada, quando os jogos tiveram inúmeras oportunidades a favor e contra. Foi naquela arrancada que a equipe conseguiu fazer 5 a 2 na Ponte Preta e 3 a 1 no Santos, adversários considerados difíceis.

Contra quem o São Paulo fez seus 47 gols em 2017

7 - Linense

5 - Ponte Preta

4 - ABC, PSTC e Santo André

3 - Santos e São Bento

2 - Audax, Avaí, Corinthians, Cruzeiro, Mirassol e Novorizontino

1 - Botafogo-SP, Defensa y Justicia, Ituano, Moto Club e São Bernardo

0 - Palmeiras

Pratto passou em branco no Choque-Rei do Paulistão, na arena rival (Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net)

A derrota para o Palmeiras, além de ter sido o primeiro jogo da temporada em que o time passou em branco, marcou o início de uma fase bem menos empolgante. O São Paulo fez só um gol contra Ituano, Botafogo-SP e São Bernardo. Mas pelo menos marcou.

O reencontro, agora pelo Campeonato Brasileiro, se dá num momento em que não só o ataque, mas toda a equipe é contestada por não conseguir mais jogar bem.

Ao menos a vitória de 2 a 0 sobre o Avaí, na última segunda-feira, pode ter marcado o início de uma nova etapa ofensiva. O primeiro gol foi de Lucas Pratto, incontestável e admirado no clube. O segundo, do jovem Luiz Araújo, que não marcava desde 8 de março. Caso se confirme, o ressurgimento do ponta, que se destacou também no treino do dia seguinte, poderá ser uma ótima notícia a um setor que tem sofrido abalos.

Luiz Araújo (à esq.) e Pratto comemoram gol contra o Avaí, na segunda-feira (Foto: Marcos Ribolli)

Wellington Nem está machucado, mas prestes a voltar aos treinos. Morato, depois de apenas um jogo e ótima atuação, se lesionou e só jogará em 2018. Neilton não agradou e foi devolvido ao Cruzeiro, que o negociou com o Vitória.

Além de Luiz Araújo, o outro atacante disponível é Marcinho, titular nos últimos dois jogos e autor de uma assistência para Pratto. Ele está em alta com Ceni.

Para tentar, enfim, incluir o Palmeiras na lista de vítimas, o técnico provavelmente repetirá a formação ofensiva habitual: um jogador com mais característica de armação (Cueva), um jogador de velocidade (Luiz Araújo ou Marcinho) e um centroavante (Pratto).

Veja as informações do Choque-Rei válido pela terceira rodada do Brasileirão:

Data e horário: sábado, às 19h (de Brasília)

Local: Morumbi, em São Paulo

São Paulo provável: Renan Ribeiro; Buffarini, Maicon, Rodrigo Caio e Junior Tavares; Jucilei, João Schmidt e Cícero; Luiz Araújo, Pratto e Cueva

Desfalques: Wesley, Araruna, Thiago Mendes, Wellington Nem e Morato (machucados)

Palmeiras provável: Fernando Prass; Jean, Mina, Edu Dracena (Juninho) e Zé Roberto; Felipe Melo, Tchê Tchê e Guerra (Raphael Veiga); Róger Guedes, Dudu e Borja (Willian)

Desfalques: Arouca, Luan, Moisés e Thiago Martins (machucados)

Arbitragem: Anderson Daronco (Fifa-RS), auxiliado por Elio Nepomuceno de Andrade Júnior (RS) e Rafael da Silva Alves (RS)

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Fonte: Globo Esporte

Deixe seu comentário


Notícias Relacionadas