Weidman busca redenção em card com seis brasileiros

Após três derrotas, ex-campeão peso-médio tenta recuperação na luta principal do evento deste sábado, contra Kelvin Gastelum, em Nova York, estado onde nasceu

22/07/2017 10:07h

Compartilhar no

O momento é tenebroso, mas o palco não poderia ser melhor para a redenção de Chris Weidman. Depois de perder seus últimos três compromissos, o novaiorquino volta ao seu estado de origem para enfrentar Kelvin Gastelum e tentar pôr fim na má fase que atravessa. Esta será a segunda vez que o "All-American" luta em Nova York. Na primeira, na capital, perdeu para Yoel Romero no UFC 205. Desta vez, ele retorna como protagonista, fazendo a luta principal contra seu compatriota, em Long Island.

O "UFC: Weidman x Gastelum" começa às 16h50 com transmissão ao vivo de todas as lutas pelo canal Combate e do card preliminar pelo SporTV 2. O Combate.com acompanha em Tempo Real e exibe com vídeo ao vivo as duas primeiras lutas do card preliminar.

Chris Weidman x Kelvin Gastelum é a luta principal do UFC Long Island (Foto: Getty Images)

Weidman tem cartel de 13 vitórias e três derrotas na carreira. Os três resultados negativos vieram nos últimos confrontos, diante de Luke Rockhold, quando perdeu o cinturão dos médios (até 84kg), Yoel Romero e Gegard Mousasi, todos por nocaute. Seu último triunfo foi contra Vitor Belfort, maio de 2015, quando nocauteou no primeiro assalto.

Gastelum, por sua vez, tem 14 vitórias, duas derrotas e um "No Contest" (luta sem resultado), que aconteceu justamente em sua última luta, quando venceu Vitor Belfort, mas foi flagrado no exame antidoping por uso de maconha. Após cumprir suspensão de três meses, ele retorna ao octógono. O americano não perde há três lutas (bateu Tim Kennedy e Johny Hendricks). Seu último revés foi contra Neil Magny, ainda pelos meio-médios, em novembro de 2015.

Para quem gosta de torcer pelos brasileiros, o UFC Long Island é um prato cheio. O principal nome é o de Thomas Almeida, que abre o card principal com um difícil confronto diante de Jimmie Rivera, quarto colocado da divisão dos galos (até 61kg). O brasileiro, número 9 da categoria, tem 22 vitórias e uma derrota, que aconteceu em maio do ano passado quando foi nocauteado por Cody Garbrandt, que hoje é o campeão peso-galo. Depois disso, Thominhas recuperou-se ao nocautear Albert Morales. Já Rivera tem 20 triunfos e um revés e está invicto no UFC em quatro lutas, com a última delas contra Urijah Faber.

Confira a programação completa: UFC Long Island

22 de julho, em Long Island (EUA)

CARD DO EVENTO (a partir de 21h, horário de Brasília):

Peso-médio: Chris Weidman x Kelvin Gastelum 

Peso-pena: Dennis Bermudez x Darren Elkins

Peso-meio-pesado: Patrick Cummins x Gian Villante

Peso-galo: Jimmie Rivera x Thomas Almeida

CARD PRELIMINAR (a partir de 17h, horário de Brasília):

Peso-meio-médio: Lyman Good x Elizeu Capoeira

Peso-médio: Rafael Natal x Eryk Anders

Peso-meio-médio: Ryan LaFlare x Alex Cowboy

Peso-pesado: Damian Grabowski x Chase Sherman

Peso-pena: Kyle Bochniak x Jeremy Kennedy

Peso-galo: Brian Kelleher x Marlon Vera

Peso-pesado: Timothy Johnson x Junior "Baby" Albini

Peso-pena: Shane Burgos x Godofredo Pepey

Peso-leve: Frankie Perez x Chris Wade

Compartilhar no
Fonte: Combate

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário