• AZ no rádio
  • cachoeir piaui
  • Campanha salao
  • APCEF
  • Novo app Jornal O Dia
  • TV O DIA att
  • TV O Dia - fullbanner

Vitor Bueno vê chegada ao São Paulo como chance de retomada na carreira

O meio campo, que estava emprestado ao Dynamo Kiev, assinou vínculo com o clube até o fim de 2020

10/04/2019 13:21h

Mesmo na final do Campeonato Paulista, o São Paulo também não tira os olhos do restante da temporada. Para reforçar a sua equipe para o Campeonato Brasileiro e a Copa Brasil, o time apresentou Vitor Bueno na manhã desta quarta-feira (10), no CT da Barra Funda. O meio campo, que estava emprestado ao Dynamo Kiev, assinou vínculo com o clube até o fim de 2020. O jogador vê a volta ao Brasil como uma oportunidade de retomada na carreira.

"Pode ser que seja um recomeço, é uma oportunidade muito boa. Não é todo dia que um clube como o São Paulo se interessa pelo seu futebol. O ano de 2016 foi muito bom [quando defendia o Santos], mas infelizmente eu me machuquei. Depois, fui para a Ucrânia. Quero voltar a jogar bem, sei jogar. Ninguém desaprende a jogar bola. Tenho certeza de que vai ser um ciclo vitorioso", disse Vitor Bueno, que sofreu lesão no ligamento cruzado anterior do joelho direito em 2017, quando defendia o Santos.

Além do jogador, de 24 anos, o clube também contratou Tchê Tchê e Alexandre Pato. Os três não foram inscritos no estadual e estarão aptos para estrear a partir do nacional, no dia 27, no Morumbi, contra o Botafogo.

"É mais um jogador que vai valorizar, pelo talento e pelo que já mostrou. Ele vai qualificar o nosso elenco para as duas próximas temporadas. Como falei antes que seria difícil de se concretizar a negociação para trazê-lo, quero esclarecer que o Pássaro [gerente-executivo] conseguiu resolver a questão em poucas horas", explicou o executivo de futebol tricolor, Raí.

"Um prazer muito grande ter o Vitor conosco. Tinham poucas horas para a gente fechar. Contamos com a ajuda do Vitor, e estamos muito felizes e gratos por isso. Ele veio quatro dias antes de fechar a janela para tentar ajudar", completou Pássaro.

Fonte: UOL / Folhapress

Deixe seu comentário