• assinatura jornal

UFC bane fotógrafo que fez post chamando Cyborg de homem

Aragon publicou a foto no domingo, logo após Cyborg derrotar Holly Holm na luta principal do UFC 219, em Las Vegas.

03/01/2018 15:24h

Ultimate decidiu banir o fotógrafo da equipe de Holly Holm que publicou uma foto de Cris Cyborg chamando a lutadora de homem logo após o UFC 219. A organização anunciou a medida em um breve comunicado divulgado nesta terça-feira.

"O UFC está ciente e incomodado com o comentário recente feito nas redes sociais por um representante da Jackson's Wink MMA, academia de Albuquerque, Novo México, relacionado à campeã peso-pena Cris Cyborg. O UFC não tolera as observações usadas. A organização entrou em contato com a equipe de Albuquerque para informá-los que o profissional em questão não terá acesso a eventos futuros", diz o comunicado.

Aragon publicou a foto no domingo, logo após Cyborg derrotar Holly Holm na luta principal do UFC 219, em Las Vegas.

"Esse cara é duro como prego! Dito isso, na coletiva de imprensa ele falou que a Holly foi a primeira pessoa que fez o seu nariz sangrar. Você é minha heroína @hollyholm. Te vejo na academia", escreveu na legenda de uma foto que mostrava Cyborg na coletiva de imprensa pós-evento em Las Vegas.

A campeã peso-pena, por sua vez, foi às redes sociais exigir um pedido formal de desculpas por parte da Jackson's Wink MMA, academia de Holm. "Não é aceitável que um profissional da Jackson's Wink MMA me chame de transgênero após a minha luta", escreveu ela em um dos trechos.

Aragon apagou a foto inicial e após publicar e apagar um post no qual dizia que iria fazer seu pedido formal de desculpas em um podcast, publicou nova foto, desta vez mostrado Cyborg e Holm na pesagem do evento. Na legenda, ele disse que estava "envergonhado" de sua atitude, mas não sem antes tentar se justificar dizendo que ouviu Cris chamar Holly de "vadia" enquanto conversava com seus treinadores no ônibus que voltava da arena após a luta.

Fonte: G1

Deixe seu comentário