• Clínica Shirley Holanda
  • Semana do servidor
  • Netlux
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Teresina tem 25 novos conselheiros tutelares; confira o nome dos eleitos

Os conselheiros tutelares eleitos vão atuar pelos órgãos de janeiro de 2020 a 2024.

07/10/2019 15:11h - Atualizado em 07/10/2019 17:53h

Quase 40 mil eleitores foram às urnas, no domingo (6), para eleger os novos membros dos conselhos tutelares de Teresina. Segundo o Ministério Público do Piauí (MP), dos 98 candidatos, foram eleitos 25 conselheiros, sendo 5 para cada entidade. A votação ocorreu em diversas escolas pela Capital.

Organizado pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Teresina (CMDCAT), ligado à Prefeitura da cidade, o pleito foi fiscalizado pelo MP com apoio do Tribunal Regional Eleitoral do Piauí (TRE-PI).


De acordo com a coordenadora do Centro de Apoio Operacional de Defesa da Infância e Juventude (CAODIJ), promotora de Justiça Francisca Sílvia Reis, os conselheiros tutelares eleitos vão atuar pelos órgãos de janeiro de 2020 a 2024. Ela explica ainda as atribuições dos profissionais. 

Promotora de Justiça Sílvia Reis fala sobre as funções dos Conselheiros Tutelares. Foto: Elias Fontenele

“Dentre as principais funções estão zelar pelos direitos da criança e do adolescente, atendimento às famílias, [eles] requisitam serviços públicos para as crianças, fiscalizam os atendimentos além de encaminhar notícias de violação aos órgãos públicos”, detalha.

Os conselheiros eleitos em Teresina foram: Lílian Carvalho, Frederico Kaiser, Jessica Elane, Socorro Arraes, Jonathan Rocha, Marcos Vinícius, Danielle Fernandes, Luane Vieira, Ivan Cabral, Tatiane Meireles, Francisca Moura, Melquisedeque Fernades, Vitor Leonardo, Karla, Renata Bezerra, Alessandra Miranda, Teleno, Helio Veloso, Itapoam Cavalcante, Chagas Teófilo, Moises Leal, Kamilla Ribeiro, Toinho Cebeceiras, Aline do Preça e Docarmo Costa.

Interior

Por outro lado, nas cidades de Parnaíba e Pavussu, houve o cancelamento das eleições devido a falhas no processo eleitoral. “Reconhecemos que houve, infelizmente, uma gestão equivocada das comissões eleitorais na troca das urnas e cadernos nos locais de votação em Parnaíba. Em Pavussu, um único local de votação foi disponibilizado e ele teve que ser suspenso por causa de um tumulto generalizado. Reconhecemos os transtornos e pedimos desculpa a população”, disse a promotora de Justiça Francisca Sílvia Reis.

Sílvia Reis diz que houve problemas na votação no interior do Estado. Elias Fontenele

No Piauí, cerca de 1000 conselheiros foram eleitos para os 224 municípios. O número de pessoas que votaram é considerado superior, tendo em vista que, no último pleito, aproximadamente 23 mil eleitores registraram voto nas urnas.

Edição: Adriana Magalhães
Por: Jorge Machado, do Jornal O Dia

Deixe seu comentário