• Banner Cultura Governo do PI
  • Obras no Litoral Cultura
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

River repudia ato de racismo contra árbitro; suspeito é identificado

O autor dos insultos foi um torcedor identificado como Marcelo Santos, de 40 anos.

21/11/2019 16:26h - Atualizado em 22/11/2019 07:59h

O River-PI emitiu, nesta quinta-feira (21), uma nota de repúdio a uma injúria racial contra o árbitro Iudiney Cesar Rocha Silva, de 20 anos, durante uma partida válida pelo Campeonato Piauiense Sub-15 entre River e Timon, realizada ontem (20), no estádio Albertão, em Teresina. O autor dos insultos foi um torcedor identificado como Marcelo Santos, de 40 anos.

Iudiney Cesar Rocha Silva. Foto: Arquivos Pessoal

Marcelo, que também é advogado, teria xingado o árbitro de “nego urubu ladrão” após a marcação de uma falta na etapa final do jogo.

Em nota, a diretoria do River disse que recebeu com “constrangimento e revolta a denúncia” e que vem colaborando com as investigações do caso. O clube informou ainda que sua posição  é “contrária a qualquer tipo de ato ofensivo e estará sempre à postos para auxiliar no combate a esse tipo de crime”.

Ainda nesta quinta-feira, a Comissão de Arbitragem da Federação de Futebol do Piauí identificou o advogado Marcelo Santos, que em entrevista à imprensa afirmou não ser racista, mas confirmou ter xingado Iudiney.

"Chamei ele (o árbitro) de nego, porque ele é negro, urubu porque ele é flamenguista e o mascote do Flamengo é o urubu e de ladrão porque ele errou uma marcação contra o River", afirmou.

O torcedor, que tem um filho de seis anos e torce para o Galo a mais de 20 anos, disse ainda que está de consciência tranquila e continua à disposição da justiça caso for necessário.

O árbitro Iudiney Silva lamentou o fato e ressaltou que o racismo precisa ser combatido diariamente. 

"O racismo precisa ser combatido diariamente. O futebol é algo pra ser festivo, um esporte de lazer. O preconceito dele é pior porque parte de uma pessoa que diz ser negra", finalizou.     

Confira na íntegra a nota:

O River Atlético Clube recebeu com constrangimento e revolta a denúncia de que uma pessoa que estava no estádio Albertão nesta quarta-feira (20/11), e foi identificado como torcedor do clube, cometeu o crime de injúria racial contra o árbitro Iudiney Silva, que apitava a partida entre River e Timon, pelo Campeonato Piauiense Sub-15.

Assim que soube da denúncia, o River Atlético Clube repudiou tais atos e buscou informações. Desde então, vem colaborando com as investigações para a identificação e posterior punição ao agressor.

Por fim, o River Atlético Clube presta solidariedade ao árbitro Iudiney Silva e reitera a sua posição extremamente contrária a qualquer tipo de ato ofensivo e estará sempre à postos para auxiliar no combate a esse tipo de crime. 

Edição: Adriana Magalhães
Por: Jorge Machado, do Jornal O Dia

Deixe seu comentário