• Piauí Férias de Norte a Sul
  • SOS Unimed
  • Ecotur 2019
  • Novo app Jornal O Dia

Renato pede, e Grêmio evita entrevistas de Everton Cebolinha

A ideia é manter o camisa 11 focado nos treinos e jogos, pelo menos até o surgimento de oferta e consequente transferência.

12/07/2019 08:44h

O Grêmio vai tirar Everton dos holofotes nos próximos dias. Depois de receber o atacante da seleção brasileira como nome badalado e visado pelo mercado da bola, o clube gaúcho aceitou a sugestão dada por Renato Gaúcho e decidiu controlar a exposição do jogador fora de campo. Com isso, as entrevistas serão raras. 

A ideia é manter o camisa 11 focado nos treinos e jogos, pelo menos até o surgimento de oferta e consequente transferência. Aos 23 anos, Everton é artilheiro do time pela segunda temporada consecutiva. 

No intervalo do jogo contra o Bahia, Everton foi perguntado e respondeu que soube de sondagens. O atacante definiu as conversas como "consultas", mas afirmou que quer sair pela porta da frente e aguarda contato dos interessados com o Grêmio. 

A ideia é manter o camisa 11 focado nos treinos e jogos - Foto: Divulgação

"Ah, o Everton vai sair?. Quem está falando isso? Eu pedi para tirar ele do foco, tirar das entrevistas. Ele tem que se preocupar só em trabalhar e jogar. As coisas vão acontecer naturalmente. Propostas podem chegar. Cheguem com a proposta que é boa para o clube, e aí acredito que o clube vai conversar. Está chegando? Vai chegar? Não é assim que se faz futebol. Enquanto não vier, é só talvez. Nessas horas, muita gente quer aparecer. O Everton vai sair um pouco do foco, treinar e jogar. E quando chegar uma proposta que seja muito boa para o clube?", disse Renato Gaúcho 

O Grêmio detém 50% dos direitos econômicos de Everton e planeja negociar essa fatia por 40 milhões de euros. O valor é considerado elevado no mercado, mas clubes europeus já fizeram sondagens nos últimos dias. A diretoria do clube gaúcho garante que não recebeu contatos efetivos, mas admite que a transferência pode ocorrer pela valorização do jogador. 

"Tirar do foco não é tirar do jogo. Jogar ele tem que jogar. Pela minha experiência, a melhor coisa a se fazer é tirar ele do foco de vocês [imprensa]. Deixa ele focado no trabalho, no bom sentido. Vocês vão fazer 50 perguntas a ele e duvido que uma seja diferente do assunto da saída dele. Hoje, o Everton é o melhor jogador do futebol no Brasil. Vai sair do foco das entrevistas, mas vai jogar", completou Renato. Everton tem contrato com o Grêmio até o final de 2022. Ele chegou ao clube em 2013 e passou a ganhar protagonismo três anos depois. O lugar no time titular apareceu em 2018.

Fonte: Folhapress

Deixe seu comentário