• Campanha Mobieduca
  • Teresina shopping
  • HEMOPI - Junho vermelho
  • ITNET
  • Novo app Jornal O Dia
  • TV O DIA att

Renato Gaúcho e Luan já não 'falam mais a mesma língua' no Grêmio

Nos momentos de glória recentes do Grêmio, foi Luan o pilar técnico da equipe.

05/04/2019 12:38h

O meia-atacante de 26 anos foi autor de gols importantes no título da Copa do Brasil de 2016, eleito "Rei da América" com título da Libertadores de 2017, e ainda protagonista em 2018. Mas a atual temporada mostra que o ambiente positivo encontrado até então já não é realidade, por uma série de fatores.

Durante o jogo contra o Universidad Católica nesta quinta (4), Luan foi o principal alvo de reclamações do técnico Renato Gaúcho. A cada jogada errada, Portaluppi esbravejava da beira do gramado. Aos berros, reclamava da conduta de seu armador, o cérebro de um time que pouco conseguiu produzir em campo e acabou derrotado por 1 a 0.

Não foi a primeira vez que Renato perdeu a cabeça com Luan. Reclamações seguiram nas outras partidas da Libertadores. E depois do jogo, ainda que não cite diretamente o atleta, Portaluppi falou sobre as trocas no elenco e as mexidas que fez porque alguns não estavam com a atitude certa em campo. Luan foi o primeiro a ser sacado da equipe junto a Tardelli, que ainda procura a melhor forma física.

"Se tiver que acontecer [trocas no time], gosto de conversar antes com o grupo. Algumas peças não funcionaram como a gente queria. Falei para eles no intervalo que infelizmente só teria três substituições e daria mais uns 10 ou 15 minutos para ver se o time voltaria com atitude. Coisa que, não são todos, mas alguns infelizmente não tiveram no primeiro tempo. Não adianta se desesperar e tirar três no intervalo. Esperei, as coisas seguiram acontecendo errado. Mudei, e melhoramos, mas não foi o suficiente para que a gente evitasse a derrota", afirmou.

PROBLEMAS VÃO ALÉM DO CAMPO

Os problemas de Luan vão além do campo. O rendimento aquém do esperado acontece numa temporada que já começou polêmica para ele. De olho em contratar Thiago Neves, o Grêmio aceitou liberar Luan para o Cruzeiro na negociação. O jogador não aceitou e admitiu ter ficado triste com a forma com que foi tratado. Permaneceu em Porto Alegre, de onde já disse não ter interesse real em sair.

Não foi a primeira vez que o Grêmio aceitou liberar Luan e o jogador não quis ser negociado. Em agosto de 2017, o Spartak Moscou, da Rússia, apresentou uma oferta importante por ele e o time gaúcho aceitou, mas o atleta não quis ir para o futebol russo.

As negativas de Luan acompanhadas pela aparente falta de empenho já geram contestações entre torcedores e nos bastidores do Grêmio. O atleta, por sua vez, ficou chateado com a forma com que foi tratado no início da temporada. E o que acontece em campo pode ser reflexo de dois lados estremecidos na relação.


RENATO GAÚCHO ENTRE DEFESAS E COBRANÇAS

Renato Gaúcho tem na administração do elenco uma de suas principais características. Mas se percebe que algum jogador não está demonstrando o mesmo empenho dos demais, é o primeiro a cobrar. E o tom do treinador com Luan parece ter mudado. Antes empenhado na defesa dele sob qualquer hipótese, com brincadeiras e sorrisos, após a derrota no Chile, ele preferiu as entrelinhas e alguma crítica.

"As oportunidades estão sendo dadas e cada jogador tem que mostrar que tem condições de começar a próxima partida. Temos um grupo qualificado e alguns jogadores que estão bem. Comigo não tem isso de idade, salário, nome, jogará sempre o melhor", completou.

O Grêmio vive situação dramática na Libertadores. Como soma apenas um ponto em três rodadas, é terceiro no grupo H da competição, cinco pontos atrás do segundo. No domingo (7), encara o São Luiz em jogo de volta da semifinal do Gauchão. Após o empate por 0 a 0 no jogo de ida, precisa vencer para disputar a decisão contra Caxias ou Inter.

Fonte: UOL / Folhapress

Deixe seu comentário