• SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Piauiense série B começa em setembro e terá seis equipes

O campeão e o vice-campeão da Série B conquistam acesso para a Série A em 2020.

03/07/2019 07:12h - Atualizado em 03/07/2019 08:55h

Foram quase três horas de reunião até a definição do formato do campeonato Piauiense Série B. A competição terá Picos, Oeirense, Cori-Sabbá, Timon, Fluminense e Comercial na briga pelo acesso. Dois sobem para disputar a primeira divisão em 2020. A competição está programada para começar no dia 6 de setembro e tem previsão para encerrar no final de outubro. O torneio terá jogos de ida na primeira fase e na fase decisiva contará com a realização de semifinal e final, com jogos de ida e volta.

“Foi um arbitral de excelentes resultados e definições, acredito que todos os presidentes saíram satisfeitos e nós vamos ter um torneio competitivo e organizado”, disse o presidente FFP, Robert Brown.

Os clubes terão direito a inscrever 30 jogadores. Serão transferências livres, sendo sete livre de idade e cinco obrigatoriamente sub23. O formato dividiu opiniões. “A gente lamenta que competição seja nesse formado, pois os jogadores da região, pai de família ficam desempregados e isso aumenta o nível da competição, mas agora é reorganizar o planejamento, pois tenho seis pré-contrato de atleta acima dos 23 anos e vou ter que repensar nisso”, citou Anderson Kamar, presidente do Cori.

Oeiras e Caiçara não participam da competição - Foto: Elias Fontinele/O Dia

“Era exatamente como o Fluminense gostaria das disputas. Agora é seguir somente com o planejamento e engatar nas contratações dos atletas”, explicou Vicente Medeiros.

Não agradou

Duas equipes saíram da sede da FFP na tarde de ontem (2) bastante insatisfeitas. Caso do Oeiras, que teve Alex Amorim como representante e do presidente do Caiçara, Francisco Ispo. As duas equipes buscavam se inscrever e disputar a 2ª divisão do Piauiense, mas foram barradas pela federação, que alegou uma série de irregularidades. “O Caiçara tem um documento de que a diretoria que está lá é irregular, eles têm débitos e existem normas. O Oeiras não disputa uma competição desde 2017, tem débito e está desfiliado o caso o Oeiras é mais complicado, pois eles teriam que se filiar novamente”, explica Brown.

“Estão dificultando a inscrição do Oeiras. Eu protocolei no dia 25 essa inscrição e não tive retorno. Primeiro alegaram que o time estava sem diretoria e realmente estava, mas a eleição aconteceu em janeiro desse ano. Eles falam em débitos, mas eu quero que eles comprovem esses débitos absurdos que segundo eles chegam a R$ 300 milhões. Nós puxamos a documentação na CBF e o debito é apenas R$ 11 mil e não temos como pagar, mas vamos buscar nossos direitos na esfera jurídica”, explica Alex Amorim, diretor de futebol do Oeiras.

Primeira fase

6 de setembro

Cori-Sabbá X Fluminense 

Estágio Tibério Nunes (Floriano), às 20h

7 de setembro

Picos X Timon

Estádio Helvídio Nunes (Picos), às 20h

Oeirense X Comercial

Estádio Gerson Campos (Oeiras), às 16h

Por: Pâmella Maranhão - Jornal O Dia

Deixe seu comentário