• Banner OAB
  • Campanha da Santa Missa
  • Vencer 03
  • Vencer 02
  • Vencer 01
  • Prerrogativas da advogacia
  • Peregrinos da fé
  • Novo app Jornal O Dia

Olimpíadas e Paraolimpíadas são adiadas para 2021; Piauienses ganham tempo

A definição interessava diretamente há alguns atletas piauienses que ainda buscam vaga nas olímpiadas ou aos que estão classificados, mas parados das atividades devido à necessidade de isolamento pelo COV

24/03/2020 16:37h

Demorou, mas o COI (Comitê Olímpico Internacional) tomou à decisão de adiar os Jogos Olímpicos e Paralimpícos de Tóquio para o ano de 2021. Tudo por conta da pandemia gerada pelo coronavírus. A decisão ocorreu na manhã dessa terça-feira, 24, após uma teleconferência entre Thomas Bach, presidente do COI, e Shinzo Abe, Primeiro-Ministro do Japão, para resguardar a segurança de atletas, técnicos e de todos que participariam diretamente ou indiretamente das competições. A nota oficial não informa uma nova data para as competições, mas diz que deverão ocorrer até o verão de 2021. 

A definição interessava diretamente há alguns atletas piauienses que ainda buscam vaga nas olímpiadas ou aos que estão classificados, mas parados das atividades devido à necessidade de isolamento pelo COVID-19. A judoca Sarah Menezes busca sua terceira participação olímpica. A campeã Londres-12 estaria fora até então, mas com o adiamento ganhou tempo para seguir se recuperando da cirurgia no ombro, buscar pontos no ranking e por consequência à vaga. 

Foto: Reprodução Redes Sociais.

“Para mim foi de extrema importância para ganhar força e ganhar massa da minha lesão e me preparar melhor. Agora é esperar o calendário voltar ao normal e as coisas voltarem a funcionar diante dessa epidemia”, disse Sarah Menezes. 

Entre os piauienses classificados está o atleta da paracanoagem Luís Carlos Cardoso, que frisa a angustia que vivem todos os atletas até então, pois todos os centros de treinamentos estão fechados e as olimpíadas seguiam marcadas para acontecer neste ano de 2020. “Eu acredito que foi a melhor a decisão nesse momento, pois não existem formas de dar continuidade aos treinamentos de alto rendimento estando em quarentena. Estou aqui (São Paulo) com minha família que veio há duas semanas, mas não conseguiram infelizmente retornar ao Piauí devido aos voos cancelados, mas é isso o momento agora é de ficar em casa e criar rotinas para de alguma forma manter o equilíbrio psicológico”, declarou Luís Carlos. 

Outra modalidade que deve ter representantes do estado é o badminton. Os nomes de Fabrício Farias e Jaqueline Lima, Francielton Farias e Samia Lima são alguns do que se tem expectativa para representar o estado e com esse um a ano mais dentro do ciclo até fechar o ranking de classificados para as olimpíadas. Os jovens piauienses brigam por vaga no simples individual masculino e feminino e também nas duplas mistas. 

O orçamento de todos os Jogos de Tóquio precisará ser revisto. Há ainda a preocupação sobre como ficará a questão dos ingressos e devolução de dinheiro para quem não quiser mais ir aos Jogos. O evento, ainda que adiado para 2021,  vai permanecer com o mesmo nome: Tóquio 2020.

Por: Pâmella Maranhão

Deixe seu comentário