• Curta Doar
  • Teresina 167 anos
  • Casa dos salgados
  • Novo app Jornal O Dia

Neymar é vaiado e tem atuação discreta em derrota do PSG

Vaiado em quase todas as vezes em que dominava a bola contra o Montpellier, o brasileiro tentava responder aos torcedores rivais com algumas jogadas de efeito.

30/04/2019 17:15h - Atualizado em 30/04/2019 17:31h

Neymar foi vaiado em seu primeiro encontro com o público depois de agredir um torcedor do Rennes. O placar do jogo desta terça-feira (30) não ajudou a impor respeito: o Montpellier venceu o Paris Saint-Germain por 3 a 2, de virada, com atuação discreta do brasileiro.

Aos 11min do primeiro tempo, Bernat cruzou rasteiro na pequena área, pela esquerda, e viu Oyongo tocar contra a própria rede. Dez minutos depois, foi a vez de Kimpembe saltar em cruzamento do Montpellier e marcar contra o PSG.

No segundo tempo, Di Maria girou diante do goleiro e colocou o time parisiense em vantagem. O argentino também serviu Draxler com um excelente passe, e o alemão driblou o goleiro e finalizou, mas o português Pedro Mendes tirou a bola em cima da linha do gol.

Neymar teve chance de marcar aos 35min do segundo tempo, após boa inversão de bola de Marquinhos, mas o cruzamento de Dani Alves não foi perfeito. Na sequência, o atacante se atrapalhou na área e foi desarmado.

O Montpellier desceu em contra-ataque e empatou com Delort. Por fim, aos 40min, Paredes bobeou no campo de defesa e entregou a bola de presente para o ataque rival, que selou a virada com Camara, que havia acabado de entrar.

O PSG não pontuou, mas já é campeão do Campeonato Francês, com vantagem de 16 pontos sobre o Lille, segundo colocado. Embora a equipe esteja em ritmo de férias, a derrota não ajuda com a desconfiança após o vice da Copa da França, que teve gol, assistência e agressão de Neymar, polêmico destaque do jogo.

Vaiado em quase todas as vezes em que dominava a bola contra o Montpellier, o brasileiro tentava responder aos torcedores rivais com algumas jogadas de efeito. No fim do primeiro tempo, por exemplo, aplicou uma caneta no adversário, mas perdeu a bola em seguida e foi mais vaiado ainda.

Neymar mostrou grande visão de jogo quando viu a passagem de Draxler em direção à grande área e o lançou com um passe rasteiro. Porém, o alemão não conseguiu alcançar a bola antes do goleiro.

Embora não tenha se exaltado em momento algum, Neymar reclamou com a arbitragem em alguns lances. No início do segundo tempo, ele se juntou aos colegas e pediu punição a Skhiri, que fez dura falta sobre Paredes e recebeu cartão amarelo.

Algo parecido ocorreu aos 45min do primeiro tempo, quando o camisa 10 deu um tapa na bola para passar à frente dos rivais, foi desarmado e pediu pênalti, mas o árbitro deu apenas escanteio e, em troca, foi alvo de um sorriso irônico de Neymar.

Fonte: UOL / Folhapress

Deixe seu comentário