• Piauí Férias de Norte a Sul
  • SOS Unimed
  • Ecotur 2019
  • Novo app Jornal O Dia

Jogadores do Corinthians receberam provocação de Peres via celular

Os corintianos se policiaram para não responderem diretamente o dirigente da equipe adversária, mas mostraram total ciência sobre o que foi dito pelo mandatário.

29/03/2019 11:35h

Os jogadores do Corinthians receberam nos seus celulares a provocação do presidente do Santos, José Carlos Peres, que falou em “matar gambás” na semifinal do Campeonato Paulista. Já de olho na partida contra o rival da Baixada, os corintianos se policiaram para não responderem diretamente o dirigente da equipe adversária, mas mostraram total ciência sobre o que foi dito pelo mandatário.

“Acho que chegou no celular de todos”, comentou o volante Ralf, um dos líderes do elenco, admitindo que não esperava ver uma provocação do mandatário adversário. Para ele, não há muito o que ficar falando sobre as palavras de Peres a não ser jogar bem dentro de campo

“Pegou de surpresa, ainda mais véspera de um clássico. Mas isso aí é coisa que acontece internamente, tem que dar a resposta dentro de campo. Fora de campo não adianta nada, vai ficar falando aqui até amanhã e não vai ter argumento”, continuou o camisa 15, com opinião semelhante à de Júnior Urso.


“Acho que chegou no celular de todos”, comentou o volante Ralf, um dos líderes do elenco - Foto: Reprodução/Instagram

“Antigamente era normal a gente ver, seja presidente ou jogador durante a semana. Futebol mudou, tem que ter respeito, é uma opinião dele estar se expressando dessa forma”, observou Urso, apontando até uma possível estratégia do rival ao falar dessa forma sobre o Timão.

“A gente tem que permanecer calmo porque, de repente, esse posicionamento deles é para desestabilizar também. Tem que focar durante a semana no trabalho, trabalhar bem para fazer um grande papel e uma grande vitória”, concluiu o meio-campista.

Os dois times começam a definir uma vaga na final do Paulista neste domingo, às 16h (de Brasília), na Arena Corinthians. O segundo e decisivo duelo será disputado no estádio do Pacaembu, no dia 8 de abril, com mando do Peixe. Por determinação da Justiça, só será permitida venda de ingressos à torcida do time mandante.

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe seu comentário