Inter se espelha no Cruzeiro e projeta apostas baratas e uso de mais jovens

Abel lembra meninos lançados no Mundial de 2006 e cita o campeão brasileiro, que trouxe jogadores sem tanto cartaz. 'Vamos gastar mais na mentalidade, na ambição'

18/12/2013 09:48h

Compartilhar no

Recordar o que foi feito em 2006 e repetir a metodologia do Cruzeiro. Apostar nos garotos. Procurar bons jogadores e, de preferência, sem onerar o clube. Esses são alguns dos objetivos de Abel Braga no retorno como técnico do Inter. 

No Mundial de Clubes vencido pelo Colorado há sete anos, dois garotos tiveram papel fundamental. Na vitória por 2 a 1 sobre o Al Ahly, do Egito, os gols saíram de Alexandre Pato e Luiz Adriano, lançados por Abelão. Para 2014, o treinador não deixará as categorias de base de lado. Olhará com atenção os garotos. Após serem lançados em meio ao Brasileirão - quando o time lutava para evitar o rebaixamento com Clemer -, jovens como João Afonso, Valdívia e Nathan Índio chegaram a receber oportunidades. O primeiro se firmou como titular e foi comprado do Novo Hamburgo. Há ainda Fernando Baiano, que treinou, ainda não atuou, mas no qual residem muitas esperanças.

“Vocês viram nas minhas passagens quantos jogadores eu lancei. Walter, Luiz Adriano, Pato. Coloquei dois meninos que deram a vitória no Mundial. Temos uma garotada muito boa. Começando o ano eles estarão mais soltos apesar de ser um técnico que não conhecem e o Clemer eles conheciam. Não estarão na pressão em que estavam. Tiveram lições de aprendizado muito boas”, pondera Abel.

E não são apenas os jogadores que estão em Porto Alegre, ou Alvorada, local do centro de treinamentos das categorias de base. Alguns que pertencem ao clube, mas não estão aqui, que foram emprestados para ganhar bagagem, também serão testados. Casos de Eduardo Sasha (foto ao lado), que defendeu o Goiás, e Lucas Lima, que atuou pelo Sport.

“Temos jogadores que voltarão com a possibilidade de cumprir aquilo de que gosto. Jogadores que observarei, que estiveram muito bem, como o Sasha. O Lucas Lima foi muito bem no Sport”, explicou o técnico. 

Sasha já era visto como um retorno certo. O meia-atacante de 21 anos marcou quatro gols no Brasileirão, sendo um dos principais jogadores do Esmeraldino, que terminou a competição em sexto lugar. Já Lucas Lima também se destacou, mas pela Série B. O Sport gostaria de mantê-lo, mas o Palmeiras também o colocou em sua lista de reforços. O jogador de 23 anos poderia entrar em troca com Luan, atacante que defendeu o Cruzeiro, mas pertence ao Verdão.

A Raposa, aliás, é um exemplo para Abel. O clube mineiro venceu o Brasileirão, mas não foi quem mais investiu entre as equipes. Ainda apostou em jogadores que não estavam em evidência, como Dagoberto, que deixou o próprio Inter no início de 2013, e Everton Ribeiro, que o técnico Marcelo Oliveira conhecia do Coritiba. 

“O que deu errado nas contratações do Cruzeiro? O Dagoberto e o Borges voltaram a jogar. O Ceará foi fantástico. O Cruzeiro gastou pouco. O Everton Ribeiro tinha trabalhado com o Marcelo no Coritiba. Pelo que conversamos, não vamos gastar muito, não. Vamos gastar mais na mentalidade, ambição, em perpetuar objetivos. Vamos ver se conseguimos fazer as coisas mais certas”, avisa o campeão brasileiro de 2012, com o Fluminense.

A partir de 8 de janeiro, Abelão começará a ver quais jogadores poderá utilizar, além dos que receberá. Dez dias depois, o time sub-23 estreia pelo Gauchão diante do São Luiz. A tendência é de que o grupo principal comece a atuar no dia 2 de fevereiro contra o Cruzeiro-RS.  

Compartilhar no
Fonte: Globoesporte.com

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário