• Piauí Férias de Norte a Sul
  • SOS Unimed
  • Ecotur 2019
  • Novo app Jornal O Dia

Guardiola elege Liverpool e Barça os melhores times que encarou

O técnico do Manchester City, Pep Guardiola, elegeu o Liverpool da atual temporada e o Barcelona com o trio ofensivo Neymar, Suárez e Messi como os dois melhores times que enfrentou em sua carreira como técnico.

06/05/2019 16:54h - Atualizado em 06/05/2019 16:58h

Nesta segunda-feira (6), o City entra em campo contra o Leicester, a partir das 16h (de Brasília), precisando da vitória para manter a liderança do Campeonato Inglês na penúltima rodada. A disputa cabeça a cabeça, com os dois times superando os 90 pontos, faz Guardiola exaltar o Liverpool.

"Você dá crédito pelos títulos e pelo quão grande é o nosso rival. Na minha carreira como treinador, joguei contra times incríveis. Há dois que foram 'uau'. Um é o Barcelona de Luis Enrique, com Neymar, Messi e Suárez na frente. O outro é esse Liverpool. Eu acho que eles são os dois melhores que eu enfrentei. É por isso que estar lá, com o título ao nosso alcance, lutando contra eles até o final, é tão impressionante", disse.

A referência ao time do Barcelona da temporada 2014/2015 é relativa ao confronto semifinal da Liga dos Campeões, quando o Guardiola dirigia o Bayern de Munique. O time alemão foi derrotado por 3 a 0 no Camp Nou e não conseguiu reverter a desvantagem em casa, quando venceu por 3 a 2. O Barça foi campeão na sequência, derrotando a Juventus na decisão.

Nesta temporada, Guardiola depende apenas dos resultados de seu time para levar a melhor sobre o Liverpool. Se vencer o Leicester nesta segunda e o Brighton no próximo domingo (12), o clube será campeão com 98 pontos. Em caso de tropeço em um de seus jogos, o rival fica com a taça caso vença o Wolverhampton na última rodada.

"É a liga mais difícil que já joguei como treinador, pela qualidade dos rivais, sem dúvida. É por isso que estar lá (na disputa) é incrível. Mas é claro que apenas um receberá o prêmio e o outro ficará em casa triste ", disse Guardiola.

Fonte: UOL / Folhapress

Deixe seu comentário