• SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Gabriel iguala marca de Zico e bate recorde de Hernane no Flamengo

Gabriel Barbosa se isolou neste domingo como o maior artilheiro da história do Flamengo

11/11/2019 13:49h

Grande protagonista da partida deste domingo no Maracanã, onde contribuiu com duas assistências e o gol que fechou o placar na vitória por 3 a 1 sobre o Bahia, o atacante Gabriel Barbosa fez história com dois feitos expressivos ao balançar as redes pelo Flamengo neste confronto válido pela 32ª rodada do Brasileirão.

O jogador passou a contabilizar 21 gols no torneio e igualou a marca do ídolo Zico, que com este mesmo número de bolas na rede era, sozinho, o jogador flamenguista que mais vezes marcou em uma edição do Campeonato Brasileiro. O ex-camisa 10 conseguiu este feito na campanha do título nacional rubro-negro em 1980.

Para completar, Gabriel se isolou neste domingo como o maior artilheiro da história do Flamengo em uma única temporada neste século, com 37 gols. Ele quebrou o recorde de Hernane, que balançou as redes por 36 vezes em 2013 com a camisa rubro-negra. O recordista de gols pelo clube em uma única temporada é justamente Zico, que marcou incríveis 81 gols em 1979.

Ao comentar as duas marcas atingidas neste domingo, Gabriel reconheceu que o seu feito foi gigante. "Igualei o Zico", afirmou. "Realmente é algo que não tenho palavras pra expressar. Um ídolo da nação, não tenho nem palavras pra descrever. Tenho 23 anos, e bater um recorde desse tamanho", completou o atacante, para depois lembrar: "Passei o Hernane também, tenho que agradecer à torcida".
E o jogador comentou a sinergia entre os torcedores e o elenco rubro-negro mais uma vez no Maracanã. "Estou muito feliz. É uma vitória muito importante. Obviamente, foi uma grande vitória da equipe. Muito feliz pelo carinho da torcida, espero que seja sempre assim comigo e com a equipe", disse.

GRITOS DE 'É CAMPEÃO' - Já nos últimos minutos da partida disputada neste domingo no Maracanã, a torcida do Flamengo soltou o grito de "É campeão", mas os jogadores evitaram falar em título brasileiro, mesmo com dez pontos de diferença sobre o Palmeiras restando apenas seis rodadas. "Independente das marcas, a gente pensa jogo a jogo. Queremos ser campeões, é isso que queremos para fazer história", disse o meia Everton Ribeiro.

O volante Willian Arão, por outro lado, foi do céu ao inferno em 90 minutos. No primeiro tempo, foi tentar afastar uma bola e acabou jogando contra, abrindo o placar para os visitantes. Ele se recuperou e ficou perto de fechar o marcador.

Acertou o travessão em bela cobrança de falta. No rebote, Gabriel Barbosa concluiu para o fundo do barbante. "Sem dúvida nenhuma, procuro evoluir em todo treinamento. Comecei a treinar. Sabia que teria a oportunidade. Importante é que sobrou para o Gabriel, que conseguiu fazer o gol", completou.

"A gente sabe que o Brasileirão é muito difícil. Estamos com a cabeça no lugar. Aqui no Maracanã, temos mostrado nossa força. Agora, vamos trabalhar, trabalhar e trabalhar para depois pensar no título e na decisão da Libertadores contra o River Plate, que é um sonho para todos nós", disse o lateral-direito Rodinei.

Fonte: Folhapress

Deixe seu comentário