• SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

"Foram ações programadas" diz Presidente do River sobre brigas

O jogo entre River e América-RN no último domingo,9, foi palco de cenas de violência e muita selvageria. A partida valida pela 3ª rodada da Copa do Nordeste terminou em briga generalizada entre torcidas.

10/02/2020 19:29h - Atualizado em 11/02/2020 12:46h

Na tarde da segunda-feira, 10, o assunto foi tema de uma coletiva na sede da Federação de Futebol do Piauí como forma de buscar medidas para evitar que episódios como este se repitam nos próximos jogos. 

‘É lamentável demais, mas a federação faz o que pode fazer dentro dessa situação. A gente não pode entrar em uma área que é dá policia militar, mas não tinha como, se tivesse 500 policiais não iria conseguir separar a briga, pois eles vieram com a intenção de brigar de fazer a confusão, mas a partir de agora nos já pedimos para redobrar policiamento além de medidas que serão tomadas pelo próprio River para reforçar a segurança nos jogos’, disse Robert Brown, presidente da FFP.

Paralelo a isso a diretoria do River busca se munir de provas de que a torcida Potiguar veio ao estado mal intencionada e assim não correr o risco de punição junto ao STJD. 

‘Nos estamos trabalhando e buscando imagem com a imprensa para identificar. Inclusiva já identificamos alguns e tem um torcedor detido e tem mais dois que levamos o nome no boletim de ocorrência, nos estamos fazendo nossa parte, parte que cabe ao River. River lamenta o que aconteceu que foi planejado, programado pelos torcedores que foram banidos pelo próprio clube do América e vieram aqui e adentraram nosso estado’, afirmou Genivaldo Campelo presidente River. 

O presidente ainda afirmou que os torcedores do América contaram com apoio de torcedores do Flamengo, Guarany de Sobral e Fortaleza e que todas as ações ao longo da partida foram programadas. ‘Eles tiveram apoio inclusive de torcidas de dentro do estado e de fora, que deram toda a logística, toda a estrutura para poder fazer isso e isso empobrece e entristece demais, pois nos tínhamos crianças, mulheres gravidas todos em desespero por conta dessa situação no estádio’, acrescentou Genivaldo. 

Dependendo da punição que o River venha sofrer do STJD o time pode perder o mando de campo, precisando jogar a 100km da capital ou com portões fechados. River e América-RN voltam a se enfrentar pela Copa do Brasil o jogo não tem data definida, mas deve acontecer dia 19 ou dia 26 de fevereiro.

Por: Pâmella Maranhão - Fotos: Jailson Soares/ODIA

Deixe seu comentário