• Campanha Mobieduca
  • Teresina shopping
  • HEMOPI - Junho vermelho
  • ITNET
  • Novo app Jornal O Dia
  • TV O DIA att

Desafio das Opalas reúne mais de 200 ciclistas na competição

A prova teve 87 Km de percurso cronometrado para as categorias oficiais e 45 Km para os participantes da Turismo.

04/06/2019 08:14h

A prova largou do Parque Nacional de Sete Cidades, que fica no entorno do município de Piripiri, no norte do Piauí, com chegada no Morro do Gritador, em Pedro II. A competição valeu pelo Campeonato Piauiense de Mountain Bike Maratona – prova única, 5ª etapa do Campeonato Piauiense de Mountain Bike Maratona e ranking nacional. Essa foi a primeira competição oficial de uma entidade federativa a percorrer trilhas dentro de algumas das cidades que compõem o parque, marcado por sua exuberância, mistérios e muitas belezas naturais.

A prova teve 87 Km de percurso cronometrado para as categorias oficiais e 45 Km para os participantes da Turismo. O comissário de mountain bike da Confederação Brasileira de Ciclismo, Denilson José Gomes, avaliou a prova como alto grau de dificuldade para os competidores, em um ambiente cheio de muitas pedras, altimetria elevada e travessias em riacho. “Para conseguir superar todos os obstáculos, os atletas teriam que ter muito conhecimento técnico, incluindo o uso de lubrificantes para uso nas passagens de água, necessário para evitar rompimento de correntes, por exemplo. Muito técnica, um bom desafio”.


Prova teve 87 Km de percurso para categorias oficiais e 45 KM da turismo - Foto: Divulgação  

O campeão geral do Desafio das Opalas foi Rogério Ferreira, categoria Master A2, da equipe Timon Bikers Adventure, da cidade de Timon, no Maranhão. “A prova foi muito dura, mas me preparei para ela com muito treino, principalmente para a subida do Gritador, o trecho de maior grau de dificuldade”. Esse trecho ao qual o atleta se refere foi um verdadeiro teste de superação e resistência, pois tratou-se de um percurso travado de cerca de sete quilômetros de subida e alguns pontos de grande perigo, com precipícios, pedras, trechos de calçadão, onde pedalar em alguns pontos era impossível, o jeito era empurrar”, disse Rogério.

Entre as mulheres, o menor tempo ficou com Maria do Socorro, de Teresina. Um dos atletas praticamente estreante em competições oficiais de mountain bike, Décio Rocha Rodrigues, de Teresina, categoria Master B1, avaliou a prova como dura e muito difícil.

O Desafio das Opalas é uma prova tradicional no calendário do ciclismo do estado e esse ano reuniu 190 atletas.

Por: Pâmella Maranhão - Jornal O Dia

Deixe seu comentário