• Clínica Shirley Holanda
  • Semana do servidor
  • Netlux
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Deputados aprovam a volta da 'geral' no Maracanã

"O Maracanã necessita reforçar seus laços históricos com as parcelas da população de menor renda", foi o que justificou um dos autores do projeto de lei.

25/09/2019 10:10h

Em meio à corrida desenfreada por ingressos dos jogos do Flamengo e protestos contra a elitização do Maracanã, os deputados estaduais do Rio votaram nesta terça-feira (24) o Projeto de Lei (PL) que pretende recriar a "geral", o que aumentará a capacidade do estádio. A matéria foi aprovada e vai à sanção do governador Wilson Witzel.


Leia também: Flamengo e Fluminense vão administrar o estádio Maracanã 


O PL é de autoria dos parlamentares André Ceciliano e Zeidan Lula, ambos do PT. De acordo com o texto base, "o Maracanã necessita reforçar seus laços históricos com as parcelas da população de menor renda. A autorização para obras que venham a proporcionar o surgimento de setores com preços populares é o pontapé inicial para que o Maracanã reencontre a sua história e reforce os seus laços com seu povo, muitas vezes afastado pelo processo de elitização do futebol.

"Fui muito na geral. Vou voltar aos meus velhos tempo. Lá você torcia, corria e vibrava com seu time", disse o deputado Bagueira (SDD).


Deputados aprovaram a volta da 'geral' no Maracanã - Foto: Carolina Antunes/PR

As intervenções, basicamente, serão a retirada de cadeiras nos setores atrás dos gols. A estimativa é que ao menos 8 mil lugares seriam criados com a mudança. Estes setores teriam preços mais baratos. A questão é que haverá necessidade de obras e, com o Estado do Rio em estado de penúria financeira, todo gasto novo é um problema e ainda deve ser alvo de muito debate.

Apesar dos setores Norte e Sul serem os "favoritos" para esta nova configuração, o projeto autoriza que outros locais recebam essa faixa mais popular de bilhetes, cabendo à administração do estádio definir.

"A gente não pode mercantilizar a alegria das pessoas. O povo não consegue estar na festa do povo. O Maracanã concentra o maior número do povo pobre, ganha mais brilho com as pessoas podendo utilizar esse espaço de convívio", pontuou a deputada Renata Souza (PSOL).

Fonte: Folhapress

Deixe seu comentário