• Clínica Shirley Holanda
  • Semana do servidor
  • Netlux
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Cueva nega ter sido afastado e diz que 'não é certo' Santos fazer isso

O jogador foi liberado com antecedência para se apresentação à seleção peruana.

02/10/2019 08:35h

O Santos anunciou no último sábado uma suspensão preventiva ao meia Christian Cueva após vazar um vídeo nas redes sociais onde o atleta aparece brigando em uma casa noturna da cidade. Liberado com antecedência pelo Santos para se apresentar na seleção do Peru, o jogador negou que esteja de fato afastado do clube.

Cueva chegou ao país natal nesta terça (1) e falou com os jornalistas que cobrem a seleção em entrevista coletiva. O meia lamentou o episódio, mas se defendeu e declarou que o clube paulista não pode suspendê-lo.


Leia também: Em indefinição no Santos, lateral pode acabar saindo de graça 


"Vou analisar com a minha família e comigo mesmo. Não vou dizer que peço desculpas por algo que aconteceu por uma reação de momento, onde eu saí sem intenção negativa em minha cabeça. Expliquei que me provocaram e a única coisa que fiz foi me defender", disse.

"Disseram que eu estava afastado do clube e não é assim. Se seguir o meu contrato, não podem fazer isso. Não é certo. Não tenho problemas com nada. Nem com dirigentes, treinador, nem com companheiros. Tudo é coisa da imprensa, nada mais", declarou.


Christian Cueva nega ter sido afastado - Foto: Reprodução/Instagram

Procurado pela reportagem, o Santos informou, por intermédio de sua assessoria de imprensa, que "Cueva não está separado do clube. Teve uma suspensão preventiva de dois dias e liberação antecipada para a seleção Peruana. Ao regressar, como Paulo Autuori disse na entrevista coletiva da última segunda-feira, as partes conversarão".

Com a seleção peruana, o meia Cueva enfrentará o Uruguai duas vezes nas próximas datas FIFA: nos dias 11 de 15 de outubro. Quando retornar, o jogador deve ter uma reunião com o superintendente de futebol Paulo Autuori e o departamento jurídico do clube para resolver sua situação.

O Santos estuda internamente quais medidas tomar e se ampara no contrato do jogador, que conta com cláusulas de bom comportamento também fora do clube e tem como punições previstas advertências, suspensões, multas e até rescisão contratual por justa causa.

Por: Eder Traskini, da Folhapress

Deixe seu comentário