• AZ no rádio
  • cachoeir piaui
  • Campanha salao
  • APCEF
  • Novo app Jornal O Dia
  • TV O DIA att
  • TV O Dia - fullbanner

Cuca já trabalhou com 63% do elenco palmeirense

Com duas passagens recentes pelo Palmeiras e um título brasileiro em 2016, o treinador e sua comissão técnica conhecem a grande maioria do elenco de Felipão

05/04/2019 12:43h

O Palmeiras terá um adversário especial no próximo domingo (7), quando volta a enfrentar o São Paulo para definir quem fica com a vaga na final do Campeonato Paulista. Além de tudo que já envolve um clássico decisivo, do outro lado o técnico Cuca estará fazendo sua estreia pelo time do Morumbi. Com duas passagens recentes pelo Palmeiras e um título brasileiro em 2016, o treinador e sua comissão técnica conhecem a grande maioria do elenco de Felipão, mas os palmeirenses não veem isso como um trunfo.

Em seus dois trabalhos no Palmeiras, o primeiro entre março e dezembro de 2016 e o segundo entre maio e outubro de 2017, Cuca comandou nada menos que 21 dos 33 jogadores que hoje formam o elenco atual do Palmeiras (pouco mais de 63%). Sete deles, inclusive, foram parte da equipe campeã brasileira há três anos: Fernando Prass, Jailson, Edu Dracena, Jean, Thiago Santos, Moisés e Dudu.

Só 12 atletas, que chegaram de 2018 para cá, não conviveram com Cuca no Palmeiras. São eles: Weverton, Marcos Rocha, Gustavo Gómez, Diogo Barbosa, Matheus Fernandes, Lucas Lima, Gustavo Scarpa, Zé Rafael, Ricardo Goulart, Felipe Pires, Carlos Eduardo e Arthur Cabral.

Além de Cuca, o São Paulo também conta com o auxiliar Cuquinha e o observador técnico Daniel Cerqueira, considerado especialista em destrinchar adversários. O volante Tchê Tchê, outro campeão brasileiro com Cuca no Palmeiras em 2016 e recém-chegado ao São Paulo, também pode ajudar nesse sentido, apesar de não estar inscrito no Paulista.

Apesar de todos os "inimigos íntimos" no adversário, a postura palmeirense tem sido no sentido de minimizar o impacto que a estreia de Cuca pode ter. Um fator apontado é que a familiaridade existe para os dois lados -os jogadores do Palmeiras também sabem como o treinador rival gosta de armar seus times e quais pontos fracos podem ser explorados. Além disso, é difícil que o São Paulo já tenha a cara de Cuca logo em seu primeiro jogo. Antes, o time vinha sendo treinado por Vagner Mancini.

"Quando o treinador conhece, claro que se vai fazer alguma jogada, por conhecer a fundo a característica dos jogadores, pode ajudar de alguma maneira", disse o capitão Bruno Henrique. "Mas nós estaremos muito bem preparados para não sermos surpreendidos. Independentemente se ele conhece a gente ou não, temos que nos focar no nosso trabalho. São os dois lados, a gente sabe a maneira dele trabalhar. Sabemos das coisas que ele faz principalmente no vestiário, mas temos que nos preocupar conosco".

Um problema para Cuca será saber o Palmeiras que entra em campo. Como de costume, Felipão fechou todos os treinos da semana e não deu indícios da escalação titular. Ainda assim, alguns retornos ao time são esperados -como os de Gustavo Scarpa e Ricardo Goulart, que desfalcaram o time na derrota para o San Lorenzo na Libertadores. Uma possível escalação tem Weverton; Mayke, Luan, Gustavo Gómez e Diogo Barbosa; Bruno Henrique e Felipe Melo; Gustavo Scarpa, Ricardo Goulart e Dudu; Deyverson.

Fonte: UOL / Folhapress

Deixe seu comentário