Conmebol contraria Atlético-MG e põe final da Libertadores no Mineirão

Estádio reformado para os jogos da Copa do Mundo de 2014 foi palco da conquista do Campeonato Mineiro

11/07/2013 11:55h

Compartilhar no

O desejo do Atlético-MG de disputar a final da Libertadores no estádio Independência não foi atendido pela Conmebol. A entidade confirmou nesta quinta-feira os locais e as datas da decisão e marcou a partida de volta, no dia 24 de julho, para o Mineirão.

Após a emocionante vitória nos pênaltis sobre o Newell’s Old Boys nas semifinais, na última quarta-feira, o presidente do Atlético-MG Alexandre Kalil afirmou que trabalharia para que o segundo jogo da final contra o Olimpia-PAR ocorresse no estádio Independência.

A Conmebol, porém, fez valer o regulamento da competição, que prevê que os jogos das finais ocorram em estádios com capacidade mínima de 40 mil espectadores. Atualmente o estádio Independência comporta 23 mil torcedores.

O Atlético-MG confiava que uma brecha para a utilização do Independência pudesse ser aberta, já que o local do primeiro jogo da decisão também não atende o regulamento. Confirmado para a partida de ida, no dia 17 de julho, o estádio Defensores del Chaco comporta 36 mil torcedores.

"Teve uma reunião da Conmebol na semana retrasada que acabou com esse negócio de estádio. Parece que isso caiu na última convenção da Conmebol. Será liberado se tiver conforto e segurança”, disse Kalil após a partida.

A campanha invicta do Atlético-MG no Independência fez com que o clube tentasse levar a decisão para o estádio. Atuando no Horto, a equipe venceu cinco vezes e empatou uma em sua campanha na Libertadores.

O Mineirão, porém, também traz boas recordações recentes para o Atlético-MG. O estádio reformado para os jogos da Copa do Mundo de 2014 foi palco da conquista do Campeonato Mineiro deste ano sobre o arquirrival Cruzeiro.

Compartilhar no
Fonte: Uol

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário