• Enem
  • Jovens escritores 2019
  • Banner paraíba
  • AZ no rádio
  • cachoeir piaui
  • Novo app Jornal O Dia
  • TV O DIA att
  • TV O Dia - fullbanner

Como o brasileiro David Neres conquistou a Holanda

É cena comum encontrar torcedores carregando a camisa do clube com o seu nome nas costas ou mesmo da seleção brasileira

30/04/2019 11:06h - Atualizado em 30/04/2019 11:11h

Quando David Neres aproveitou vacilo do português João Cancelo, invadiu a área e rolou a bola até o seu pé direito para tirar a marcação e deixar tudo igual em 1 a 1 no confronto de ida entre Ajax e Juventus nas quartas Champions League, em Amsterdã, o narrador Sierd de Vos, da emissora Ziggo Sport, foi à loucura em sua cabine de transmissão. Ele recorreu a um slogan de uma famosa fabricante de camas holandesa, a Royal Auping, ao narrar o gol.

"Aupingnights, betterdays" (em tradução livre, "noites com Auping, dias melhores") é a versão original do comercial da empresa. No calor da emoção, De Vos tratou de readaptá-lo à sua maneira.

"Noites com Auping, dias com Neres. Ele tem cara de sono, mas está muito acordado", soltou no ar logo após o chute de perna direita do brasileiro, que permitiu ao Ajax carregar o empate para o jogo de volta em Turim e, com mais tranquilidade, conseguir o resultado para a vaga na próxima fase.

É a primeira vez desde a temporada 1996/97 que o tradicional time chega às semifinais da competição europeia.

Nesta terça (30), às 16h (de Brasília), em Londres, Neres e companhia tentam seguir com o conto de fadas que tem sido essa temporada e abrem a disputa com o Tottenham por um lugar na decisão. Para o ex-são-paulino, esse vem sendo também o seu ano de afirmação, depois de quase ter ido parar na China e entrar em rota de colisão com o técnico Erik ten Hag.

Plenamente adaptado a Amsterdã, Neres não tem apenas Sierd de Vos entre seus admiradores. Em qualquer jogo na Johan Cruyff Arena, é cena comum encontrar torcedores carregando a camisa do clube com o seu nome nas costas ou mesmo da seleção brasileira. Mais do que isso, ele fez com que, após o seu gol contra a Juventus, o estádio passasse a cantar uma versão de 'Aquarela do Brasil' com o seu nome, claro, no refrão.

Quando ele enfrentava o seu pior momento e amargava o banco de reservas, no segundo semestre, uma parte da torcida iniciou campanha nas redes sociais que viralizou e pedia para que o "libertassem" em campo.

Em uma equipe que se orgulha de suas raízes ofensivas e de apostar sempre na garotada, a constatação de que Neres virou a sua referência técnica e peça de desequilíbrio é uma mostra mais do que clara da moral que alcançou nas arquibancadas.

Além disso, escancara também o seu amadurecimento, depois de deixar o São Paulo com somente oito partidas profissionais.

Em seu início nos gramados holandeses, o meia-atacante de 22 anos recebeu críticas pela forma supostamente desinteressada como se comportava. A falta de pegada sem a posse de bola fez com que o acusassem até de dormir em campo. Ele entrou na onda em entrevista à emissora NOS e, ao seu estilo, apenas riu.

"Eu tenho muitos lugares favoritos em Amsterdã. A minha casa, o meu sofá e a minha cama", provocou, no mesmo espírito do que falavam.

Naquela altura, nem mesmo o diretor Marc Overmars, que passou como atleta por gigantes como Barcelona e Arsenal, contribuiu para a situação.

"Nós pagamos demais por ele em relação a outras transferências, temos consciência disso. Mas estávamos atrás dele fazia um ano", disse à revista Voetbal International, ao ser perguntado sobre a cifra de 15 milhões de euros (de acordo com a cotação da época, R$ 50 milhões), a segunda maior da história do Ajax.

Em pouco mais de dois anos, o panorama mudou totalmente e agora é outro.

Com nomes como Everton, Milan e PSG em seu encalço, Neres não deixará o clube por menos de 50 milhões de euros (R$ 213 milhões). Os seus representantes trabalham a sua saída no mercado como fato consumado. Existe uma promessa do próprio Overmars nesse sentido, em caso de oferta interessante.

No centro da sala na casa que mora na região de Ijburg, a nova coqueluche local construída em cima de ilhas artificiais e com direito até a praia em seus arredores, o destaque, que saiu do bairro de Perus, em São Paulo, para conquistar a Holanda, mantém uma capa sua da Voetbal.

Esse fim de temporada pode acrescentar outras como ela à sua coleção, trazer ainda o seu primeiro título profissional e também mais narrações como a de Sierd de Vos para guardar na bagagem quando vier o momento de bater asas em direção ao próximo destino. Neres está mais acordado do que nunca.

Fonte: UOL / Folhapress - Fotos: Reprodução/Instagram

Deixe seu comentário