• SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Com portões fechados, Altos realiza último treino no Albertão

Entre os jogadores se fala em um Altos ‘solto’ dentro de campo, pois a pressão, até por conta da camisa e provavelmente oriunda das arquibancadas, vai ficar para o adversário.

11/02/2020 20:45h

A equipe do Altos voltou a treinar no estádio Albertão, e com os portões fechados. O contato com a imprensa aconteceu apenas antes do treino. O time comandado por Fernando Tonet encerrou suas atividades de preparação antes do confronto contra o Vasco da Gama, que acontece nesta quarta-feira, às 21h30min, no estádio Albertão. Dentro do Campeonato Piauiense o Altos vem bem, tem 10 pontos somados em quatro jogos, mas todos sabem que uma partida como essa exige um esforço a mais, e o nível técnico sobe bastante.

‘Nos estamos muito bem dentro do estadual e nossos números mostram isso, mas nós sabemos que diante de equipes muito qualificadas não podemos vacilar ou errar. Esses jogos servem como parâmetro, porém a atenção precisa ser redobrada, pois eles disputam Campeonato Brasileiro Série A, Sul-Americana, tem histórico com Libertadores e outras competições que nosso elenco não conhece’, explicou o técnico do Jacaré, Fernando Tonet.

Entre os jogadores se fala em um Altos ‘solto’ dentro de campo, pois a pressão, até por conta da camisa e provavelmente oriunda das arquibancadas, vai ficar para o adversário. “Nós sabemos que eles têm muita torcida aqui em Teresina e, que isso pode pesar para eles, a pressão maior está ao lado deles. Por isso queremos estar mais soltos em campo e buscando ser a surpresa na competição’, frisou o zagueiro Reinaldo Lobo.

Sobre a formação titular o técnico Fernando Tonet, também, não dá muitas pistas, mas fala em mudanças pontuais. As preocupações são os zagueiros André Bahia e o volante Max Carrasco, que sentiram o desgaste físico de disputar competições simultâneas e foram poupados ao longo da semana. A novidade entre os 11 pode ser o meia-atacante paraguaio, Eduardo Echeverria.

Edição: Adriana Magalhães
Por: Pâmella Maranhão - Fotos: Jailson Soares/ODIA

Deixe seu comentário