Cansado, São Paulo recebe o Vasco para desencantar com Dorival

Com meros 12 pontos ganhos em 14 partidas, o Tricolor figura no 18º lugar, dentro da zona de rebaixamento.

19/07/2017 14:56h

Compartilhar no

A partir das 21h45 (de Brasília) desta quarta-feira, o São Paulo buscará diante do Vasco da Gama, no Morumbi, a sua primeira vitória sob o comando do técnico Dorival Júnior, que está indo para sua terceira partida à frente da equipe. O duelo, válido pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro, opõe dois clubes em posições distintas na tabela.

Com meros 12 pontos ganhos em 14 partidas, o Tricolor figura no 18º lugar, dentro da zona de rebaixamento, portanto. Para sair dela, além de vencer os cariocas, o São Paulo, que não conquista um triunfo há nove jogos ou desde 8 de junho, precisa torcer por uma derrota da Ponte Preta frente ao Coritiba, em Campinas, e para que o Avaí não derrota o Corinthians, em Florianópolis.


Em sua terceira partida, Dorival Júnior busca a primeira vitória à frente do São Paulo (Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press)

Além do peso do revés diante da Chapecoense no último domingo, o elenco tricolor teve de lidar com o desgaste físico no retorno à capital paulista. Em razão das más condições climáticas de Chapecó, a delegação são-paulina fez de ônibus a maior parte do percurso de volta, que no total durou cerca de 12 horas.

Assim, Dorival teve apenas um dia para ajustar a equipe antes do confronto com os cariocas. Apesar do cansaço, entre todos os envolvidos no clube, não se fala em outra coisa que não na vitória sobre o Vasco. “É um momento difícil, mas só nós, com trabalho, sairemos dessa situação. É uma sequência muito ruim, nove jogos tira a confiança. Temos que acelerar, não tem um número, temos que fazer uma força maior, tirar forças de onde não temos e buscar soluções para os nossos problemas”, disse o treinador.

Para finalmente desencantar no São Paulo, Dorival não tem nenhum desfalque por suspensão, o que não o impede de fazer mudanças no time para o duelo com o Cruz-Maltino. Duas delas podem ser as saídas de Wellington Nem e Jonatan Gomez, que não agradaram contra Atlético-GO e Chapecoense, para as entradas de Marcinho e Lucas Fernandes. No entanto, a escalação é um mistério, já que o último treino foi com portões fechados no CCT da Barra Funda.

O Cruz-Maltino, por sua vez, vem de empate sem gols com o Santos, tem 20 pontos, na nona posição, e sonha em ingressar no G6, a zona de classificação para a Copa Libertadores da América.


Com Luis Fabiano machucado, Milton Mendes aposta em Thalles contra o São Paulo (Foto: Paulo Fernandes/Vasco)

“Não tenho dúvidas de que o São Paulo vai se esforçar ainda mais para conseguir o resultado, justamente por estar na zona de rebaixamento. Neste momento, o empenho é maior e não podemos nos iludir”, disse o goleiro uruguaio Martin Silva.

Na visão dos vascaínos, o time carioca vai precisar de inteligência para lidar com essa situação, explorando o desespero paulista. A expectativa é que o São Paulo parta em busca do ataque.

“O São Paulo realmente precisa do resultado e vai se empenhar em busca dele. Precisamos ser inteligentes para não permitirmos que eles nos pressionem. O ideal é o jogo fluir a nosso feitio”, analisou o técnico cruz-maltino Milton Mendes.

Para este compromisso, o Vasco perdeu o volante Wellington, suspenso por acúmulo de cartões amarelos. Assim, Bruno Paulista assume o posto. Ainda entregue ao departamento médico por conta de dores no quadril, o atacante Luis Fabiano novamente não será relacionado. Assim, Thalles permanece no comando do ataque. O desfalque de última hora, porém, foi o meia Nenê, que pediu para não viajar com a delegação à espera de uma proposta para deixar o clube. Escudero e Guilherme disputam o posto.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO X VASCO

Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)

Data: 19 de julho de 2017, quarta-feira

Horário: 21h45 (de Brasília)

Árbitro: Wagner Reway (MT-Fifa)

Assistentes: Fábio Rodrigo Rubinho e Marcelo Grando (ambos do MT)

SÃO PAULO: Renan Ribeiro; Bruno, Arboleda, Rodrigo Caio e Júnior Tavares; Jucilei e Petros; Wellington Nem (Marcinho), Cueva e Gomez (Lucas Fernandes); Lucas Pratto

Técnico: Dorival Júnior

VASCO: Martín Silva; Madson, Paulão, Rafael Marques e Ramon; Jean, Bruno Paulista, Yago Pikachu, Wágner e Escudero (Guilherme); Thalles

Técnico: Milton Mendes

Compartilhar no
Fonte: Gazeta Esportiva

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário