Bernardinho e apresentadora choram em homenagem da Record a Mauricio Torres

Ao lado de Bruninho, seu filho e levantador daquela equipe, o treinador não segurou a emoção.

08/06/2014 11:20h

Compartilhar no

Bernardinho, Sheilla, Zinho, Zico, Oscar, Diego Hypólito e Bruninho. A homenagem produzida pela Record para Maurício Torres, uma semana após a morte do narrador e apresentador, reuniu um time de atletas de dar inveja.

Em uma matéria especial, que encerrou o Esporte Fantástico deste sábado e durou quase 30 minutos, a Record reuniu os principais atletas que estiveram com o narrador em algum momento e até levou às lágrimas nomes como Bernardinho, Virna, Xuxa e até Cláudia Reis, que apresentava o programa ao seu lado.

Atual técnico da seleção brasileira de vôlei, Bernardinho começou a chorar quando comentou a derrota do Brasil para a Rússia na final das Olimpíadas de 2012. Ao lado de Bruninho, seu filho e levantador daquela equipe, o treinador não segurou a emoção.

“Tenho certeza que ele estava triste conosco, porque era sincero. Gostava muito dele, um cara sempre positivo. Apreciava o bom trabalho, apreciava o bom desportistas e emprestava sua voz para relatar uma história bacana”, disse Bernardinho relembrando a derrota, tentando segurar o choro.

Cláudia Reis, que apresentava o programa com Torres, também deu seu depoimento na matéria e foi outra a chorar.

“Eu nunca vou te esquecer e você sempre vai estar no meu coração e de todo mundo aqui”, falou.
Quem também foi às lágrimas foi o ex-nadador Xuxa, que comentou as provas da modalidade ao lado de Maurício Torres. Ele também não aguentou ao ver uma competição vencida por César Cielo.

“Mais difícil é saber que a gente perdeu companheiro, um grande amigo que não vai estar aqui mais”, afirmou.

Outros ex-atletas, como Oscar Schmidt e Diego Hypólito, também falaram sobre o narrador, mas contiveram as lágrimas.

“É inacreditável o que aconteceu. Quando recebi a mensagem, foi uma pancada. Na minha cabeça, ele era um menino perfeito, sem inimigos, raridade”, finalizou o ex-jogador de basquete.

Maurício Torres morreu aos 43 anos após ficar quase um mês internado no hospital Sírio-Libanês. Ele lutava contra uma infecção.

Compartilhar no
Fonte: Uol

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário