• Enem
  • Jovens escritores 2019
  • Banner paraíba
  • AZ no rádio
  • cachoeir piaui
  • Novo app Jornal O Dia
  • TV O DIA att
  • TV O Dia - fullbanner

Bahia recebe Avaí e quer manter 100% em casa

Jogando em casa, o time tricolor conquistou uma vitória convincente sobre o Corinthians, atual campeão paulista.

04/05/2019 17:03h

Bahia e Avaí se enfrentam neste domingo (5), às 19h, em Salvador, olhando extremos opostos da tabela. Enquanto o visitante tenta evitar o ingresso no Z-4 do Campeonato Brasileiro, o mandante que se manter perto dos líderes. Jogando em casa, o time tricolor conquistou uma vitória convincente sobre o Corinthians, atual campeão paulista. Mais do que isso, marcou três gols num dos mais sólidos sistemas defensivos do Brasil.

Por outro lado, acabou sendo derrotado pelo Botafogo, na segunda rodada, mesmo após começar bem a partida e abrir o marcador. Para se reabilitar do revés no Rio, a equipe conta com a força de sua torcida na Arena Fonte Nova. "A derrota não pode mexer com a confiança do torcedor. Eles são fundamentais. Foi somente a segunda partida, se conseguirmos manter uma força grande em nossos domínios, será muito importante para a sequência do campeonato", avaliou o zagueiro Ernando.

O pouco tempo de preparação também atrapalha o planejamento do técnico Roger Machado. "Não tenho treinado há um mês. Foram só três treinos. É muita correção audiovisual. O Ideal seria repetir os comportamentos que queremos no jogo, mas não tem o que fazer", afirma.

A falta de tempo para treinar também afeta o Avaí, que nesta sexta realizou apenas treinos regenerativos com os atletas que foram titulares contra o Grêmio e trabalhos técnicos com os demais.

O técnico Geninho não tem problemas no elenco e deve repetir a mesma escalação da última rodada, embora tenha manifestado insatisfação com a dupla de volantes Pedro Castro, que é titular, e André Moritz, que substituiu Matheus Barbosa, por não terem atendido uma orientação dele sobre quem deveria cobrar faltas no final da partida.

"O Pedro treina muito mais, e o Moritz quase não treina. A primeira tudo bem, de longe e para a perna esquerda. A segunda não e cabia cruzamento. O Pedro disse que pediu, mas o Moritz se antecipou. Não foi uma atitude de equipe. E o Pedro tem que se impor, avisar que foi uma ordem", cobrou o treinador.

Fonte: Folhapress

Deixe seu comentário