• Clínica Shirley Holanda
  • Semana do servidor
  • Netlux
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Aposta de Cuca deixa Santos com apenas um gol em dez meses

Felippe Cardoso foi emprestado ao Ceará até dezembro para ganhar mais experiência.

01/07/2019 10:10h

Com contrato na Vila Belmiro até o fim de 2023, Felippe Cardoso não seguirá no Santos nesta temporada. O atacante de apenas 20 anos foi emprestado ao Ceará até dezembro deste ano para ganhar experiência e, principalmente, esfriar uma relação que não vinha sendo das mais saudáveis com o clube paulista, especialmente com as comissões técnicas dos times principal e sub-23. 

Felippe Cardoso já não entrava em campo pelo Santos desde 20 de março, na distante derrota por 4 a 0 para o Botafogo-SP, pelo Campeonato Paulista. Portanto, há mais de três meses. 

Indicado pelo técnico Cuca, o atacante chegou ao clube no início de setembro do ano passado após se destacar pela Ponte Preta. Estreou no empate contra o São Paulo, pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro, entrando no segundo tempo e atuando por apenas 20 minutos. 


Felippe Cardoso - Foto: Reprodução/Instagram

Depois disso, voltou a sofrer com uma pubalgia, lesão que o perseguia desde a Ponte Preta, e começou a tratar a lesão em tempo integral. Melhorou, e conseguiu voltar a jogar nas três últimas rodadas do Brasileiro, contra Botafogo, Atlético-MG e Sport, os três jogos como titular - contra o time mineiro, marcou seu único gol com a camisa do Santos até aqui. Com o fim do ano e a troca de Cuca por Sampaoli, Felippe Cardoso perdeu espaço. Até começou 2019 como titular, nas partidas contra Ferroviária e São Bento, mas não aproveitou as chances e virou reserva. Depois disso, só foi a campo mais cinco vezes, sendo a última delas marcada por uma das piores derrotas do Santos na temporada: 4 a 0 contra o Botafogo-SP, pelo Paulista. 

Sem espaço, Felippe Cardoso deixou a sua situação no Santos ainda pior quando se recusou a jogar pelo com o time sub-23 no Campeonato Brasileiro de Aspirantes. O atacante ligou para o técnico Leandro Mehlich na véspera do jogo contra o Coritiba, no estádio Ulrico Mursa, e avisou que não iria atuar, irritando não só o treinador da categoria, mas também a comissão de Sampaoli. 

O Santos via no sub-23 uma oportunidade de Felippe Cardoso ganhar mais experiência, uma vez que, até aqui na carreira, só defendeu o modesto Osvaldo Cruz-SP e a Ponte Preta, por menos de seis meses. Mas a recusa para atuar no time de baixo irritou comissões técnicas e diretoria e fez o jogador até passar a treinar separado do restante do elenco santista. 

Sem clima para continuar, Felippe Cardoso chamou a atenção do Ceará, que acertou a contratação do jogador por empréstimo, até o fim do ano. No novo clube, o atacante tem a chance de ganhar experiência, mostrar serviço e esfriar a relação turbulenta que vinha tendo dentro da Vila Belmiro. Agora, resta esperar para ver como será sua passagem na equipe comandada pelo ex-santista Enderson Moreira.

Fonte: Folhapress

Deixe seu comentário