• Curta Doar
  • Teresina 167 anos
  • Casa dos salgados
  • Novo app Jornal O Dia

Após queda no Pan, cavaleiro retorna ao Brasil para ser operado

Ruy Fonseca quebrou o braço e três costelas ao ser atingido por seu cavalo na apresentação do conjunto completo de equitação.

07/08/2019 07:43h

O Comitê Olímpico Brasileiro (COB) informou nesta terça-feira (6) que o cavaleiro Ruy Fonseca, 46, foi liberado do hospital em que estava internado em Lima (Peru) para retornar ao Brasil, onde será operado. O atleta quebrou o braço e três costelas ao ser atingido por seu cavalo após uma queda na apresentação do conjunto completo de equitação (CCE) no último sábado (3), durante a disputa dos Jogos Pan-Americanos.

"Essa medalha vale ouro para mim, por tudo o que passei. Só tenho a agradecer o cuidado, o carinho e o apoio de todos. Agora vou fazer o que mais estava querendo: visitar meu cavalo para ver que ele também está bem e dividir com ele essa conquista", afirmou ele à equipe do COB, em mensagem repassada a jornalistas. 

Após o acidente, o Comitê informou que o cavalo Ballypatrick SRS estava bem. Ruy embarcou nesta terça, junto com o médico do COB, Mateus Saito, rumo ao aeroporto de Guarulhos.


O atleta quebrou o braço e três costelas ao ser atingido por seu cavalo após uma queda - Foto: Reprodução

Sem a presença de Ruy, os conjuntos Rafael Losano/Fuiloda G, Carlos Parro/Quaikin Qurious e Marcelo Tosi/Starbucks mantiveram a vantagem do país sobre o Canadá e garantiram o segundo lugar, atrás dos EUA.

No individual, Carlos Parro ficou com a medalha de bronze após zerar o percurso de saltos neste domingo (4). Ruy havia conquistado a mesma medalha em Toronto-2015.

"Posso dizer que foi uma das quedas mais assustadoras que eu já tive. A gente já teve outras, mas essa ocorreu num momento de muita importância para a equipe. Mas graças a Deus está tudo bem comigo, é tudo consertável", ele disse à reportagem após a confirmação do resultado da prova.

Fonte: Folhapress

Deixe seu comentário