Taça da Copa já pode ser vista em Teresina

O dia de hoje conta com a presença do jogador pentacampeão Rivaldo.

21/05/2014 08:46h - Atualizado em 21/05/2014 11:51h

Compartilhar no

Na coletiva de imprensa, ao ser questionado sobre o time que compõe a seleção, Rivaldo relembrou a copa de 2002. “Quando fui campeão em 2002, o time estava muito desacreditado. Eu e Ronaldo estávamos machucados, mas conseguimos superar os obstáculos e vencemos o Mundial. Portanto, só vamos conseguir avaliar o desempenho do Brasil nessa Copa, depois que ela terminar”.

Fotos: Assis Fernandes

O Pentacampeão falou ainda da vontade de ver o Zagueiro do São Paulo, Miranda, jogar na seleção. “É uma opinião minha. Gostaria muito de vê-lo jogando, mas acredito que o Neymar também vai fazer muita diferença. Todos os jogadores escalados pelo Felipão estão de parabéns”.

Atualizado às 9h53

A visita à Taça da Copa do Mundo começou a partir das 9h no Parque Potycabana. O público poderá tirar uma foto e receber instantaneamente a imagem para levar para casa. A expectativa é de que 10 a 15 mil pessoas participem do evento. A Taça ficará na Potycabana até as 21h, mas os portões fecham às 20h.

Segundo o Diretor de Comunicação da Coca-Cola, responsável pela organização do evento, Victor Bicca, mais de 320 mil pessoas já viram a Taça do Mundo no Brasil. “Passamos por 21 capitais e Teresina é 22ª. Daqui, ela segue para Natal, no Rio Grande do Norte”.

Victor fala ainda sobre a expectativa do público. “Existe uma grande emoção em poder levar a Taça do Mundo para locais onde não vai haver jogos da Copa”, disse.

O dia de hoje conta com a presença do jogador pentacampeão Rivaldo, que lembra a emoção sentida na conquista do Pentacampeonato, no Japão. “É uma felicidade que jamais será esquecida”.

O jogador entregou uma medalha em homenagem à Campeã Piauiense de Badminton, Sâmia Lima, que tem 13 anos e é vencedora dos Jogos Escolares/Prêmio Brasil Olímpico de Teresina. Com cinco medalhas em Jogos Escolares, ela é uma das responsáveis por consagrar o Piauí como a "terra do badminton”, além de conquistar vários títulos nacionais no esporte. “Fico muito feliz de poder estar um pouquinho perto da Taça”, falou a atleta.

A estudante de 12 anos, Clarissa Fortes fala da emoção de poder visitar a Taça." Eu gosto muito de futebol. Lembro da última vez que o Brasil perdeu e foi decepcionante. Dessa vez, quero ver o Brasil ganhar".

Além da Taça, os modelos das bolas usadas nos jogos oficiais da Copa, desde 1970, também estão sendo expostos. O acesso das pessoas que não se credenciaram no site da Coca-Cola para ver a Taça também será permitido, porém em quantidade limitada.


Leia mais:

A segurança foi reforçada na Potycabana

Dia 22, a Taça vai para o Rio Grande do Norte, e o tour termina dia 1º de junho, em São Paulo

Compartilhar no
Por: Nayara Felizardo (do local) e Sanny Ravanne (Redação)

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário


Notícias Relacionadas