Spider-man: Homecoming estreia hoje (6), com Tom Holland na 'pele do garoto'

Sony considera o novo Homem-Aranha seu maior lançamento do ano, e espera faturar os tubos com a identificação do público jovem com mais essa etapa da saga de Peter Parker.

06/07/2017 08:55h

Compartilhar no

No começo de maio, quando estiveram em São Paulo num tour para promover a próxima estreia, nesta quinta, 6, de Homem-Aranha – De Volta ao Lar, Tom Holland e Laura Harrier falaram da confusão de sentimentos de seus personagens na fantasia de John Watts e também do que significa estar num blockbuster desse calibre. A própria Sony considera o novo Homem-Aranha seu maior lançamento do ano, e espera faturar os tubos com a identificação do público jovem com mais essa etapa da saga de Peter Parker, zoado no filme, adolescente que é, como ‘Pênis Parker’.

O novo Homem-Aranha difere dos anteriores – a trilogia de Sam Raimi com Tobey Maguire e os dois exemplares com Andrew Garfield por ser uma aventura do Universo Marvel. De cara, Peter/Holland realiza um filme dentro do filme, documentando o início de seu estágio nas empresas do bilionário Tony Stark, aliás, Homem de Ferro. Ao contrário dos filmes anteriores, a trama refere-se menos ao deslumbramento, e problemas de adequação, do garoto que descobre seus superpoderes e mais a uma angústia comum a muitos jovens, e não só a eles. Peter Parker quer se integrar aos Avengers/Vingadores em sua próxima missão, mas passa quase todo o filme em compasso de espera. Afoito, age por conta própria – e mais de uma vez quebra a cara.

Em São Paulo, para quem está integrado ao Universo Marvel, Holland/Peter Parker fez o que não deixa de ter sido uma transgressão. Foi conhecer o Beco do Batman na Vila Madalena – o Homem-Morcego pertence ao Universo DC – e adorou. Achou “super cool”. Sobre o fato de estar no “reboot” (recriação) do personagem, avalia – “Tenho muita sorte de estar ‘on board'(a bordo dessa aventura) porque já foram feitos cinco filmes antes, com dois atores que formataram o personagem no imaginário do público (Maguire e Garfield). Não tenho vergonha de dizer que roubei alguma coisa de cada um deles. O meu é um garoto que ainda está aprendendo, e curtindo ser o Homem-Aranha. Não é cientista nem atleta, e está ansioso demais. Meu Homem-Aranha está em treinamento.”

O blockbuster entra para ser uma das grandes bilheterias do ano, enfrentando pesos pesados como Mulher-Maravilha, que já ultrapassou 6 milhões de espectadores. Mas Tom Holland, como ator, também está marcando presença num dos maiores filmes do ano, A Cidade Perdida de Z, de James Gray. Ele não vacila em dizer que sua experiência na Amazônia “foi incrível”.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Fonte: Isto É

Deixe seu comentário