• Natal
  • Policlinica
  • Motociclista
  • SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Sidney diz que interpretar André é um desafio em sua carreira

O delegado André é o chefe da Operação Veludo Azul, que investiga o tráfico de uma nova droga sintética.

03/07/2019 16:27h

Depois de viver Josué em duas dramaturgias seguidas na Record, "Os Dez Mandamentos" e "A Terra Prometida", o ator Sidney Sampaio, 39, volta a atuar em tramas contemporâneas. E tudo indica que ele está muito feliz em experimentar novas sensações.

Vivendo seu primeiro personagem considerado de ação, Sampaio conta que André, o delegado que ele interpreta em "Topíssima", novela das sete da Record, é o personagem mais real que ele já fez na televisão brasileira. E mais, se engana quem pensa que só a carga policial é responsável por isso.

O delegado André é o chefe da Operação Veludo Azul, que investiga o tráfico de uma nova droga sintética. Pai solteiro, ele se divide entre cuidar da filha, Jade (Myrella Victória), 11, e a rotina policial. Ele vive dois grandes mundos, se multiplicando para conseguir dar atenção para ambos os lados.

"André tenta ficar se equilibrando entre a sua carreira que ele se dedica e se joga de cabeça. E a relação de criar sozinho sua filha. É um personagem bem real, bem do nosso dia a dia, no qual todo mundo tem que ser muito dinâmico e tem que representar diversos papéis na sociedade", diz o ator.

Sidney Sampaio não hesita em dizer que André é um desafio em sua carreira. É o primeiro papel de ação que ele interpreta, e o ator garante que mergulhou de cabeça para vivê-lo, principalmente para transmitir veracidade no estresse do dia a dia da delegacia e nas cenas de ação que tem que gravar.

"Temos muitas cenas de perseguições com carros, tiroteios entre policiais e bandidos. Fora a questão da própria delegacia que tem uma dinâmica própria, tem sempre um ritmo, um estresse único", conta o ator. "Estou curtindo bastante."

Escrita por Cristiane Fridman, que é autora de "Jezabel", "Topíssima" tem registrado bons índices de audiência tanto em São Paulo quanto no Rio de Janeiro, onde a obra é ambientada. A novela tem uma média de 9 pontos, com picos de 11 pontos, nas duas cidades. Cada ponto de audiência do Kantar Ibope representa 71.885 domicílios e 45.253 omicílios, respectivamente.

Fonte: Folhapress

Deixe seu comentário