"Pecado Mortal" conta com mais de 150 carros alugados pela Record

Segundo o diretor de arte da novela, Carlos Rangel, foi difícil encontrar os veículos.

30/11/2013 07:45h

Compartilhar no

Para dar veracidade à trama de "Pecado Mortal", novela de Carlos Lombardi ambientada na década de 1970, a Record tem alugado cerca de 150 carros da época. São diversos modelos de Fusca, Kombi, Opala, Veraneio, 1600 "Zé-do-Caixão", Mercedes-Benz, Puma, Passat, Brasília, Galaxie Landau, Maverick, entre outros. Há até modelos de Alfa Romeo que provavelmente eram de períodos mais recentes.

Segundo o diretor de arte da novela, Carlos Rangel, foi difícil encontrar os veículos, pois o único colecionador que dispunha dos veículos não permitia que eles fossem usados em cenas de ação.

"Esses carros são relíquias. E você sabe que esses colecionadores tratam os carros melhor que suas mulheres. Este primeiro fornecedor não queria nem que os dublês entrassem nos veículos, o que inviabilizava completamente o nosso uso. É uma novela de ação, escrita pelo Carlos Lombardi... Além do mais a gente precisa destruir alguns durante as cenas. Já mandamos cinco pelos ares", diz o diretor de arte.

A solução, segundo Rangel, foi encontrar outro fornecedor, que se dispôs a comprar uma frota especialmente para alugar para a emissora. "Nós temos entre 30 e 35 carros fixos, que são aqueles que pertencem a cada personagem. Cada vez que tem uma gravação, eu aviso ao fornecedor quais personagens estarão em cena e eles mandam os carros a reboque."

Rangel explica que os veículos são rebocados por serem muito antigos. "Temos medo de haver alguma pane no meio da rua e atrapalhar a agenda de filmagens. Tanto que, quando estamos em gravações, tem sempre um mecânico à disposição."

Carros combinam com personagens
Carlos Rangel disse que fazer pesquisa para chegar aos carros foi fácil. "Eu tenho 51 anos e vivi os anos 70. Além disso, tem muita informação na internet. A partir disso, mostrei os modelos para o diretor-geral, o [Alexandre] Avancini , e para o Lombardi. Aí eles escolheram o carro para cada personagem de acordo com sua personalidade."

A filhinha de papai Leila (Juliana Didone), ganhou um Puma; o Carlão (Fernando Pavão), que tinha uma escolinha, usava uma Kombi, que era a van escolar da época; já o policial corrupto Picasso (Vitor Hugo), ganhou um Dodge Dart.

"Era um carro caríssimo para a época. E como ele é um homem que gosta de se mostrar muito e aparentar o que ele não é, foi escolhido esse. Apresentei de seis a sete carros por personagem para que o Lombardi e o Avancini escolhessem. Donana [Jussara Freire], ganhou um Opala vinho quatro portas com capota bege, que era um carro de família; já o bicheiro Michelle Vêneto [Luis Guilherme], tem um Galaxie. O Otávio [Felipe Cardoso], que é um playboy, ganhou um Opala SS laranja. Os carros eram super coloridos naquele tempo. Tinha de amarelo a azul calcinha", relembra o diretor de arte.

Compartilhar no
Fonte: Uol

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário