• Curta Doar
  • Teresina 167 anos
  • Casa dos salgados
  • Novo app Jornal O Dia

Após criticar saída de Nardoni da prisão, padre Fábio deixa rede social

a prisão por conta do benefício da saída temporária do Dia dos Pais. Condenado pela morte da filha, em 2008, o preso deixou a Penitenciária 2 de Tremembé (147 km de SP), na manhã desta quinta-feira (8).

09/08/2019 09:04h - Atualizado em 09/08/2019 13:02h

Em postagem realizada na manhã desta sexta-feira (9), o padre Fábio de Melo avisou que deixará de usar o Twitter.

“Meus queridos, vou ficando por aqui. Tenho uma saúde emocional a ser cuidada. Sei o quanto já provei a solidão provocada pela depressão, pelo pânico. Tomar remédios só faz sentido quando evitamos os gatilhos dos desconfortos. Este lugar deixou de ser saudável pra mim. Obrigado!”, diz ele no texto.

A decisão vem um dia depois de Melo criticar a liberação de Alexandre Nardoni, 41, da prisão por conta do benefício da saída temporária do Dia dos Pais.  Condenado pela morte da filha,  em 2008, o preso deixou a penitenciária 2 de Tremembé (147 km de SP) na manhã desta quinta (8).

Em diversas postagens que fez para avisar sua saída da rede social, o padre explica que, desde que expressou sua indignação com a saída de Nardoni, passou a ser “acusado de justiceiro, desonesto, desinformado, canalha e outros nomes impublicáveis”. “Só reitero: já atuei na pastoral carcerária. Sei sobre a necessidade da ressocialização dos presos.”

Melo também afirma que nunca teve dificuldade para lidar com as diferenças mas que “a dialética, um dos movimentos que nos permitem acesso à verdade, vem sendo gradativamente substituída por acusações e julgamentos”.

Os seguidores lamentaram a decisão. “Faça o melhor para sua saúde. É fundamental que nos afastemos do que suga”, diz um deles. Outros ainda ressaltaram não concordar com a atitude do padre.

Síndrome do pânico

Padre Fábio de Melo costuma alertar seus fãs e falar sempre que pode sobre os perigos da depressão e doenças psicológicas . Ele já relatou, em diversas ocasiões, ter enfrentado síndrome do pânico e outros transtornos decorrentes da doença.

“Às vezes eu me pegava me escondendo debaixo da cama tamanho era o pavor que eu sentia”, disse o religioso a Poliana Abritta, apresentadora do “Fantástico”, da Globo, em 2017. Na ocasião, relatou que chegou até a pensar em deixar o sacerdócio.


Entenda o caso

O padre Fábio de Melo  criticou a liberação de Alexandre Nardoni, 41, da prisão por conta do benefício da saída temporária do Dia dos Pais. Condenado pela morte da filha, em 2008, o preso deixou a Penitenciária 2 de Tremembé (147 km de SP), na manhã desta quinta-feira (8). 

Em seu Twitter , o padre ironizou, afirmando que a liberação só deveria acontecer no feriado de Finados. "Não entendo de leis, mas a 'saidinha' deveria ser permitida somente no dia de Finados. Para que visitassem os túmulos dos que eles mataram." 

Foto: Reprodução/Twitter

Nardoni deve voltar para a cadeia até a próxima quarta-feira (14). 

Ele e Anna Carolina Jatobá, 35, foram condenados pelo homicídio triplamente qualificado de Isabella Nardoni, 5. Na ocasião, o júri entendeu que a criança foi asfixiada e jogada do sexto andar do prédio onde o casal morava, na zona norte da capital paulista. Jatobá foi condenada a 26 anos, em regime fechado, pelo crime.

Desde o fim de abril, Nardoni começou a cumprir sua pena de 31 anos em regime semiaberto. 

Fonte: Folhapress

Deixe seu comentário