• SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Meghan e príncipe Harry recusaram convite para apresentar o Oscar

Se tivessem topado a proposta, eles teriam entregue a estatueta para o filme sul-coreano "Parasita".

11/02/2020 09:32h - Atualizado em 11/02/2020 09:37h

O príncipe Harry e sua mulher, a atriz Meghan Markle, recusaram convite para apresentar o prêmio de melhor filme na cerimônia do Oscar, realizada na noite deste domingo (9), em Los Angeles. A informação é da revista Hello!. 

De acordo com uma fonte ouvida pela publicação, o casal ficou lisonjeado com o pedido, mas decidiu não aceitar o convite. Se tivessem topado a proposta, eles teriam entregue a estatueta para o filme sul-coreano "Parasita". 

Harry e Meghan surpreenderam a rainha Elizabeth 2ª quando anunciaram, no início de janeiro, que querem viver uma vida mais independente e pagar as próprias contas. O casal está atualmente no Canadá -eles já anunciaram que querem se dividir entre o país norte-americano e o Reino Unido.

Segundo reportagem recente da revista norte-americana US Weekly, Meghan quer voltar a atuar e já busca contatos para ter um novo agente que coloque seu nome de novo nos holofotes.

"Meghan está procurando ativamente representação. Pode ser um gerente ou um agente, mas ela está alcançando pessoas para encontrar alguém para representá-la em futuros projetos profissionais", disse uma fonte à reportagem da revista.


Meghan Markle e príncipe Harry recusaram convite para apresentar o Oscar. Reprodução

A atriz ficou bastante conhecida por estrelar a série "Suits". Na obra ficcional, viveu a advogada Rachel. São 15 anos de atuações. Profissão interrompida em 2017 quando virou duquesa.

Especialistas em relações públicas preveem que o príncipe Harry e Markle poderiam se tornar o casal de celebridades com o maior salário do mundo, chegando a faturar juntos cerca de US$ 1 bilhão em uma década, o correspondente a mais de R$ 4.073 bilhões.

O dinheiro viria de parcerias comerciais e aparições em eventos. Para Ronn, consultor da 5W Public Relations, empresa de relações públicas em Nova York, "o poder aquisitivo deles -individualmente e em casal- é ilimitado em todos os aspectos. Até agora, o status real de Harry o impedia de ganhar dinheiro com sua celebridade".

Fonte: Folhapress

Deixe seu comentário