• SOS Unimed
  • Novo app Jornal O Dia

Hadson é o terceiro eliminado do BBB 20 com 79,71% dos votos

Hadson foi um dos participantes mais polêmicos do programa.

12/02/2020 09:41h

O ex-jogador de futebol Hadson, 38, foi o terceiro eliminado do Big Brother Brasil 20. Ele teve 79,71% dos votos na disputa contra Felipe Prior, que teve 20,29%%. 

"A gente erra, a gente acerta. Pode parecer uma coisa absurda, mas somos seres humanos. Tenho 38 anos, me acho super novo, só não gosto de ver pessoas com menos idade que eu se achar o dono da razão, isso me deixa triste", afirmou ele, pouco antes de sair. 

Ao deixar a casa, Tiago Leifert questionou se Hadson se arrependia de alguma coisa, ele disse que deveria ter segurado um pouco a ânsia por jogar. "Entrei para jogar (...) não é desejar mal a ninguém, mas deixar a pessoa descontrolada." 

Há uma semana, quando Petrix deixou deixou o programa e maioria dos brothers se surpreendeu com a eliminação, Pyong disse que o próximo a sair seria Hadson. "Ele vai sair na semana que vem", afirmou. 

Hadson foi um dos participantes mais polêmicos do programa. Ele esteve no centro da briga entre homens e mulheres na casa quando Marcela revelou para as outras sisters o teste de fidelidade que o ex-jogador de futebol chegou a propor como forma de queimar as famosas comprometidas no programa. 

O brother disse que os homens da casa estavam usando Lucas "para distrair, para que as mulheres cedam, as que são casadas lá fora".

Embora tenha dito mais tarde para Felipe Prior que o plano seria um blefe, a estratégia do grupo foi confirmada pouco tempo depois em conversa entre Petrix (o primeiro eliminado) e Lucas. 

Quando o teste de fidelidade foi descoberto por todas as sisters e confirmado com a chegada de Daniel e Ivy, Hadson, Felipe Prior e Lucas ficaram isolados dentro do programa.

Antes do resultado do paredão, Hadson e Prior pediram desculpas para as mulheres por ações que eles tiveram na casa. Rafa Kalimann respondeu que a atitude deles de reconhecerem isso fazia muito diferença para as mulheres da casa. 

"Peço também perdão se te magoei, porque um erro não justificativa outros", disse a blogueira. 

O ex-jogador de futebol já estava envolvido em polêmicas antes mesmo do início do programa. Um vídeo em que ele aparece humilhando um homem, torcedor de um time rival, voltou a circular nas redes sociais horas antes da estreia do reality na Globo. 

No vídeo, Hadson obriga o torcedor a ajoelhar e pedir desculpas por algo que ele teria feito anteriormente. Na sequência, ele rasga a camisa que o homem veste. O ex-jogador também tenta rasgar o shorts, mas como não consegue, pede para o torcedor tirá-lo.

"Se vocês não tiveram coragem de fazer, Bola e Júnior, eu rasgo, olha aqui", afirma Nery, citando nomes que estariam envolvidos em sua vingança.

Além disso, em 2018, o ex-atleta foi denunciado pela ex-mulher dele que chegou a pedir medidas protetivas contra o rapaz em 2018. No sistema do Tribunal de Justiça do Estado do Pará, onde o caso foi registrado, o processo é qualificado como contravenções penais e violência doméstica contra a mulher.

Segundo publicado em nota oficial nas redes sociais de Hadson, o caso já está arquivado e o pedido da medida protetiva feito pela ex-mulher não seria por agressão física. De acordo com o informado, a solicitação foi feita para evitar que Nery fosse procurar a então esposa no trabalho dela, como já tinha ocorrido em outras oportunidades. 

O ex-jogador paraense de futebol jogou pelo Corinthians e depois foi trilhar sua carreira em outros países. Já morou em sete diferentes e foi casado por 15 anos. Ele tem dois filhos.

Fonte: Folhapress

Deixe seu comentário