Exposição “Eu, Oca” reúne artistas piauienses na Casa da Cultura

A exposição “Eu, Oca”, que traz trabalhos de Amaral, Avelar Amorim, Mika e Rosa Prado, será aberta às 10h e conta ainda roda de conversa, oficina, performance e visita mediada.

28/03/2019 15:17h - Atualizado em 28/03/2019 15:22h

Compartilhar no

Nesta sexta-feira, 29, a Casa da Cultura de Teresina recebe o talento de grandes artistas piauienses em uma mostra que traz, em um discurso crítico, ancestralidade indígena, natureza e desenvolvimento. A exposição “Eu, Oca”, que traz trabalhos de Amaral, Avelar Amorim, Mika e Rosa Prado, será aberta às 10h e conta ainda roda de conversa, oficina, performance e visita mediada.

A exposição traz uma percepção dos artistas sobre a ancestralidade indígena em um formato de pesquisa-projeto contemporâneo, tratando do distanciamento do Brasil indígena e hoje, numa tentativa de proporcionar um encontro e a reflexão sobre a aproximação entre os índios e os não índios. As obras foram produzidas a partir do cotidiano, trazendo em cores e formas a intervenção humana na paisagem local e na memória.

Com o apoio do Sesc, a exposição segue até o fim do mês de abril e realiza ainda uma série de eventos, como uma Oficina Estúdio aberto: Palito Floresta Tátil, de 9 a 11 de abril e apresentação de performance no dia 12. 

Localizada na Rua Rui Barbosa, na frente da Praça Saraiva, a Casa da Cultura é mantida pela Prefeitura de Teresina, por meio da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves, e é um espaço de divergência de arte, tanto pela realização de cursos e oficinas como eventos culturais.

Programa educativo da exposição “Eu, oca”

É um programa de arte-educação não formal do Sesc Centro direcionado para educadores e estudantes universitários. Os encontros são mensais, durante as ações formativas das exposições de artes visuais. Possui metodologias a partir das temáticas dos projetos expositivos visando contribuir para o desenvolvimento da arte-educação, cooperação, senso crítico, pesquisa e sociedade.

Confira abaixo a programação completa

•Dia 29/03

10h – Abertura da exposição

10h às 11h- Roda de conversa sobre o projeto expositivo “Eu, oca” com os artistas Amaral, Avelar Amorim, Mika e Rosa Prado. Mediação: Aliã Wamiri.

11h – Coquetel típico

Visita mediada à exposição: de 01 a 30 de abril, das 8h às 12h e das 13h às 17h


•Dia 09 a 11/04/19 . Ação formativa / Horário 08h às 12h

Oficina Estúdio aberto: Palito Floresta Tátil

Essa é um ação formativa com oficina para criação de campos de presença e objetos –situações a partir das noções de tempo, memória e ancestralidade. Serão usados objetos metodológicos como varetas que criam lugar e situação. Além de explorar materialidades orgânicas como madeira, pedra, barro, artefatos diversos, para compor ´´belezas táteis`` que surgem e se desmancham nas intenções entre varetas (palitos), o corpo e o espaço. Ministrante: Layane Holanda.


•Dia 12/04/19 / Apresentação artística

Performance : Desenhando  Horário da apresentação :09h às 10h

Essa será uma ação performática de processo do estúdio aberto: Palito Floresta Tátil. Os participantes da ação formativa irão explora narrativas experimentais a partir da metodologia trabalhada no estúdio, gerando um modo a desafiar a percepção do espaço dos espectadores, elucidar as relações de convergência e divergência entre , memória e ancestralidade . Direção: Layane Holanda.

Local : Casa da Cultura de Teresina / Endereço R. Rui Barbosa, 348 - Centro (Sul), Teresina - PI, 64001-090

Informações :(86) 3230-9910 / 3215-7849



Compartilhar no

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário