• Enem
  • Jovens escritores 2019
  • Banner paraíba
  • AZ no rádio
  • cachoeir piaui
  • Novo app Jornal O Dia
  • TV O DIA att
  • TV O Dia - fullbanner

Estúdio quer derrubar post de Trump que usa trilha sonora de 'Batman'

Vídeo fazendo propaganda para a campanha de reeleição de Trump foi apagado da conta do presidente no Twitter.

10/04/2019 09:18h

O estúdio hollywoodiano Warner Bros. quer derrubar da internet todas as publicações e compartilhamentos de um vídeo publicado no Twitter pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, promovendo a campanha para a reeleição dele em 2020. A justificativa dos empresários do estúdio é a presença não autorizada no vídeo de um trecho da trilha sonora de ‘Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge’ (2012), dirigido pelo cineasta Christopher Nolan e protagonizado pelo ator Christian Bale.

O vídeo original, publicado na noite de ontem (9 de abril) por Trump no Twitter, junto com a mensagem “Faça a América grande outra vez”, já saiu do ar e agora consta um alerta com a mensagem: “Essa mídia foi removida em resposta a uma denúncia de um proprietário do conteúdo”. Agora o vídeo encontra-se disponível em canais de seguidores e partidários de Donald Trump e vem sem denunciado individualmente pela Warner e seus representantes legais.

Apenas algumas horas após à divulgação do vídeo com a música, um assessor da Warner enviou à imprensa internacional um comunicado público breve enfatizando o empenho da empresa em remover a presença do registro da internet: “O uso da trilha sonora pertencente à Warner de ‘O Cavaleiro das Trevas Ressurge’ não foi autorizado. Estamos trabalhando por meio dos meio legais para que ele seja removido”.


O presidente dos EUA, Donald Trump, e o ator Christian Bale no papel do herói Batman (Foto: Instagram/Reprodução)

Ainda não está claro se o vídeo é uma produção oficial da campanha de Donald Trump ou se é uma peça produzida por partidários e simpatizantes do político e apenas compartilhada pelo presidente. O vídeo tinha início mostrando a cidade de Washington e uma reunião de Democratas, incluindo o ex-presidente Barack Obama e a ex-secretária de estado Hillary Clinton, derrotada por Trump nas eleições de 2016. Depois surgem uma série de frases afirmando: “Primeiro eles te ignoram. Depois eles riem de você. Então eles te chamam de racistas”. À medida que a música intensifica, é mostrado Trump em uma série de eventos como presidente.

Surgem imagens de Trump em eventos importantes de sua administração, como por exemplo seus encontros com o ditador da Coreia do Norte, Kim Jong Un e ele durante a confirmação da escolha de seu indicado Brett Kavanaugh como juiz da Suprema Corte dos EUA. Vídeo chega ao fim afirmando: “O seu voto provou que todos eles estavam errados”. Depois surge o logo da candidatura de Trump para 2020 e a mensagem “A grande vitória”.

Em janeiro de 2017 Trump já havia copiado o mesmo filme de Christopher Nolan ao reproduzir em um discurso o trecho de uma fala do vilão Bane. "Hoje, não estamos apenas transferindo o poder de uma administração para outra ou de um partido para outro, estamos transferindo o poder de Washington, D.C. e devolvendo a vocês, o povo", disse Trump.

Cinéfilos de plantão reconheceram na hora a frase que foi dita pelo vilão Bane em 'Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge' (2012) em relação a Gotham City, "Tomamos Gotham dos corruptos! Dos ricos! Os opressores de gerações que os mantiveram com mitos de oportunidades, e nós estamos devolvendo a vocês, o povo”.

No final do ano passado, em outra conexão de Trump com os filmes do Batman dirigido por Nolan, o ator Christian Bale revelou que o presidente o confundiu com o empresário Bruce Wayne em um encontro dos dois. “Estávamos filmando na Trump Tower e ele me convidou para ir ao escritório dele”, contou o ator. “Eu acho que ele acreditou que eu era o Bruce Wayne, porque eu estava vestido como o Bruce Wayne e ele conversou comigo como se eu fosse o Bruce Wayne e eu agi como se fosse. Foi bem divertido”, disse Bale.

Fonte: Revista Monet

Deixe seu comentário